sábado, 4 de Agosto de 2012 08:57h Gazeta do Oeste

Campanha convoca BH a controlar colesterol no organismo

Cerca de 30% da população brasileira sofre com os efeitos do colesterol alto no organismo, conforme o Ministério da Saúde. Para alertar os belo-horizontinos sobre os riscos da “gordura no sangue”, a Sociedade Mineira de Cardiologia promove neste sábado (5), entre 8h30 e 13 horas, uma campanha sobre o mal silencioso.

O evento acontece na praça Carlos Chagas (da Assembleia), no bairro Santo Agostinho, no Centro da capital. No próximo dia 8, é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Colesterol.

Segundo o coordenador da campanha em Minas e diretor do Departamento de Cardiologia da Associação Médica de Minas Gerais, Eustáquio Guerino, muitas pessoas nem imaginam que têm o problema, responsável por mais de 15% dos acidentes vasculares cerebrais (AVCs ou derrames) e por aproximadamente 56% das doenças cardiovasculares.

No local da campanha, a população será orientada sobre as complicações do mal. Também terá a pressão arterial aferida.

Bom e ruim

Há dois tipos de colesterol, o bom e o ruim. O componente é necessário para o corpo humano, mas quando está em nível elevado, parte se deposita nos vasos sanguíneos, acarretando deficiências circulatórias, doenças do coração, dores e limitação de movimentos nas pernas, por exemplo. Em alguns casos, pode levar até ao mal de Alzheimer.

O médico Eustáquio Guerino orienta as pessoas a se submeterem a avaliações de saúde periódicas. Também recomenda a prática de atividades físicas, alimentação balanceada e evitar o sobrepeso e o cigarro.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.