quarta-feira, 21 de Maio de 2014 04:58h

Camping próximo ao Mineirão é acomodação alternativa durante a Copa em BH

Área está localizada a 2,5 km do estádio, no clube da Associação Atlética Bemge; prática de hospedagem é comum em outros países

Os torcedores e turistas que estiverem em Belo Horizonte entre os dias 1º de junho e 30 de julho e preferem fugir ao modo tradicional de hospedagem em hotéis, terão como opção uma área de camping na capital mineira. Localizado a 2,5 km do Mineirão, onde serão sediadas seis partidas do mundial, o Camping BH fica no clube da Associação Atlética Bemge, na Avenida Fleming, 415, no bairro Ouro Preto. A disponibilização do espaço foi incentivada pela Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte – Belotur para complementar as opções de hospedagem tradicionais, atendendo a um público específico e uma tendência mundial de acomodações alternativas de hospedagem.
A localização próxima ao estádio e à Orla da Lagoa da Pampulha facilitará o deslocamento do turista tanto para conhecer um dos principais cartões postais da cidade, quanto para assistir aos jogos. No espaço, há área para montagem de cerca de 300 barracas e ainda são esperados alguns motohomes, que são espécies de trailers – uma modalidade de acomodação muito utilizada em outros países.
Para os que escolherem o camping como modalidade de hospedagem, será oferecida segurança da área 24 horas e iluminação noturna. Além disso, os hóspedes poderão usufruir da infraestrutura de banheiros, churrasqueiras, rede wi-fi e piscinas. Também estarão abertas para uso quadras de futsal, peteca e o salão de sinuca, serviços de bar e restaurante do clube, com opções de café da manhã, almoço, jantar e lanches.
Os valores de diária variam entre R$ 50 e R$ 160. A taxa de acesso por pessoa é de R$ 30 por dia. Os detalhes em relação aos preços e fotos do local podem ser vistos no site www.campingbh.com.br

Hospitalidade mineira
Outra opção para os turistas durante o Mundial de futebol, além dos tradicionais hotéis, pousadas e albergues, é a hospedagem em casas de família. As ofertas vão desde aluguel formal de casas e apartamentos, até um simples sofá ou colchão na sala de casa. A prática, que já é comum em vários países, vem ganhando adeptos entre aqueles que buscam, além da hospedagem, uma experiência de aproximação da cultura local, a baixos custos.
O site Airbnb, que promove o cadastro de pessoas interessadas em alugar imóveis ou quartos para hóspedes de curta temporada, oferece opções em mais de 34 mil cidades em 192 países. Ao pesquisar por Belo Horizonte, mais de 1,1 mil anúncios de aluguel são encontrados, totalizando cerca de 4 mil leitos. Em comparação ao ano passado, a oferta no site aumentou vertiginosamente: eram cerca 200 anúncios em abril de 2013. De acordo com os responsáveis pelo site, mais de 2,8 mil hóspedes já confirmaram alugueis para o período da Copa do Mundo.
No Homestay, site semelhante, também é possível encontrar opções. Já o site Couchsurfing cadastra os que querem receber e se hospedar de graça. A acomodação oferecida é o sofá das residências. Funciona assim: o interessado recebe um turista internacional em sua casa e, posteriormente, poderá também ficar hospedado na casa deste turista. Outros sites que oferecem esse tipo de serviço estão relacionados no portal da cidade (www.belohorizonte.mg.gov.br), na aba hospedagem, opção acomodação alternativa.
De acordo com pesquisa de Serviço de Hospedagem, do IBGE, e dados levantados pelo Ministério do Turismo, a oferta de hospedagens alternativas é crescente nas cidades-sede da Copa do Mundo: são 3.491 leitos em pensões, como cama e café; 3.804 albergues; 22.478 leitos em imóveis para aluguel e 29.940 em motéis.
O Ministério do Turismo possui um site que divulga as opções de hospedagem alternativa em Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro e Salvador. O endereço do portal é www.hospitalidade.turismo.gov.br
As informações são da Prefeitura de Belo Horizonte.

 


Crédito da foto: Reprodução / Campingbh

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.