quarta-feira, 6 de Abril de 2016 13:31h Agência Minas

Cantineiras e cantineiros das escolas estaduais aperfeiçoam habilidades

Curso conscientiza profissionais sobre alimentação saudável e redução do desperdício nas instituições de ensino e em casa

Durante três dias, 120 cantineiras e cantineiros de escolas estaduais das 47 Superintendências Regionais de Ensino (SREs) vão receber informações sobre como aproveitar melhor os alimentos, conhecer suas propriedades, diminuir o desperdício através de escolha e manipulação adequadas e contribuir para uma alimentação saudável nas escolas e em suas próprias casas. A capacitação ocorre em Belo Horizonte até nesta quinta-feira (7/4).

Divididos em dois grupos (manhã e tarde), eles recebem informações e treinamento por meio de um grupo de nutricionistas do programa “Cozinha Brasil”, realização do Sistema Social da Indústria (Sesi) em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEE).

 

 

 

O objetivo, segundo a coordenadora do Programa Alimentação na Escola da SEE, Valéria Monteiro de Jesus, é valorizar e avançar na qualificação desses profissionais, no sentido de permitir o melhor aproveitamento dos alimentos, proporcionando conhecimento para que os cardápios da alimentação nas escolas sejam cada vez mais equilibrados e com melhor distribuição de nutrientes.

Nos três dias, os cantineiros e cantineiras terão aulas teóricas e práticas. Uma cozinha foi montada no campus Gameleira, da SEE-MG, onde as aulas práticas e teóricas acontecem. No primeiro dia de trabalhos, os cantineiros receberam instruções sobre a composição dos alimentos e como acondicioná-los para melhor durabilidade, preservando suas propriedades nutricionais.

 

 

 

“Os profissionais são instruídos sobre higienização de alimentos, cuidados na hora do preparo, na compra e na manipulação. Depois passam a acompanhar nossas nutricionistas e auxiliares na execução de receitas que utilizam todas as partes dos alimentos, sem perda de sabor ou qualidade”, explica a nutricionistas do Sesi, Tarciana Teixeira.

Edite Pereira de Vasconcelos, cantineira há 7 anos na Escola Estadual José Gorotoba, de Janaúba, se disse “encantada” com o curso. Para ela, somente no primeiro dia foram quebrados vários mitos e tabus. “Aprendi sobre preparo de ovos, por exemplo, que devem ser servidos com a gema dura, para evitar acúmulo de bactérias que podem provocar náuseas, diarreias e até doenças mais graves”.

 

 

 

Ana Isabel da Silva Ferreira, da Escola Estadual Moacir de Matos, em Caratinga, considerou a capacitação muito proveitosa, uma vez que “desenvolve nossas habilidades profissionais”. Para ela, a iniciativa demonstra o propósito da Secretaria de Educação em motivar e promover a qualificação dos servidores desse setor.

Cantineiro da Escola Estadual Ruth Martins de Almeida, em Caxambu, Wemerson Valério, que deixou a chefia de cozinha de hotéis para atuar como cantineiro, disse estar ciente das informações que estão sendo passadas, uma vez que já atuava nessa área, porém elogiou a iniciativa, já que “os profissionais que atuam com alimentos precisam estar cientes de riscos e riquezas em suas composições e no seu preparo. Acho isso muito importante”.

 

 

 

Os alunos e alunas que participam do curso atuarão como replicadores do que aprenderam aos profissionais de cantinas nas escolas sob jurisdição de suas superintendências. Eles receberão o livro “Cozinha Brasil, orientações e receitas para alimentação saudável”.

O programa Cozinha Brasil é uma iniciativa do Sesi, que, segundo a nutricionista Tarciana Teixeira, “combina três ingredientes extremamente desejados na mesa dos brasileiros: qualidade, economia e sabor, tendo como um dos seus princípios fundamentais o consumo consciente”.

 

 

 

Nutricionistas

A SEE está promovendo processo seletivo de nutricionistas que atuarão nas Superintendências Regionais de Ensino – SREs. As inscrições já foram encerradas e a documentação dos inscritos está sendo analisada, segundo a diretora de Suprimento Escolar, Valéria Batista. Cada SRE contará com um profissional e seis atuarão no órgão central, em apoio e suporte às ações nas escolas de cada Superintendência.

Entre as ações a serem coordenadas, acompanhadas e executadas, os nutricionistas serão responsáveis por elaboração de cardápios, supervisão de refeitórios, cozinhas e locais de armazenamento de alimentos, verificando, entre outros, higiene e preparo. Os nutricionistas são responsáveis também pela capacitação de cantineiros e conscientização da comunidade escolar sobre a importância da alimentação saudável.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.