quarta-feira, 11 de Novembro de 2015 10:37h

Capital mineira do abacaxi promove feira regional no Triângulo Mineiro

Objetivo é fechar novos negócios e trocar informações técnicas

O município de Frutal, no Triângulo Mineiro, é o maior produtor estadual de abacaxi. Na safra 2014/2015, a produção chegou a 82,8 mil toneladas, numa área de 2,3 mil hectares. A liderança do município é um dos fatores que contribui para a realização da Feira Regional do Agronegócio do Abacaxi.

O evento será no distrito de Aparecida de Minas, de 20 a 22 de novembro. A feira é uma realização da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas  Gerais (Emater-MG), em parceria com outras instituições. Além dos agricultores locais e regionais, são esperadas caravanas de produtores de Berilo e Itamarandiba, no Vale do Jequitinhonha, região que também conta com uma expressiva produção da fruta.

O distrito de Aparecida de Minas concentra o maior número de produtores de abacaxi do de Frutal. Dos cerca de 200 produtores que se dedicam à abacaxicultura no município, aproximadamente 160 são da comunidade. O coordenador regional da Emater-MG, José Roberto da Silva, especialista no plantio de abacaxi, atribui o bom desempenho da cultura no município, ao solo e clima favoráveis da região, além da aptidão dos produtores locais. “O cultivo de abacaxi em Frutal deve ser cinquentenário”, avalia.

A Emater-MG do município integra um grupo  formado pela empresa e outras instituições privadas e públicas, como a Epamig. A empresa  trabalha para   expandir a assistência aos produtores. “A nossa ideia é oferecer uma assistência mais intensa e colaborar com a parte de pesquisa, principalmente no combate a doenças. Recentemente, as lavouras de abacaxi apresentaram perdas de 60% na produção, em decorrência da fusariose, doença provocada por fungo que ataca a fruta. O problema no entanto, está superado”, garante técnico da Emater-MG, Luís Guilherme Brunhara. Segundo ele, a  origem da doença está no manejo e principal medida de prevenção é a produção de mudas ou a seleção criteriosa delas.
 

Objetivos da feira

O gerente regional da Emater-MG, Gustavo Laterza, explica que a Feira Regional do Agronegócio do Abacaxi já está virando tradição em Frutal. “O objetivo é compartilhar conhecimentos sobre a cultura do abacaxi; trocar experiências e ainda ter a oportunidade de fechar negócios”. De acordo com o Laterza, a Emater-MG vai manter um plantão técnico à disposição dos participantes, para eventuais dúvidas e informações.

Uma das principais promoções da feira será uma mesa redonda programada para o sábado (21/11), à tarde, para  debater a implantação de um programa interinstitucional, visando fomentar o plantio de abacaxi e a melhorar a qualidade da fruta, inclusive com a adoção de práticas agroecológicas.
 

 

Abacaxi na culinária

Durante a feira, a Emater-MG será responsável por ministrar uma oficina para ensinar o preparo de pratos que levam abacaxi. O objetivo é atrair principalmente as mulheres dos produtores de abacaxi, preparando-as para se organizarem e agregarem mais valor ao produto. Segundo a bem-estar social da empresa, Regina Célia Marins, será uma “pequena oficina para estimular” as participantes. “Vamos preparar três receitas, mas esse trabalho será apenas o início de muitos. Para o ano que vem pensamos em um curso”, argumenta. De acordo a técnica, a oficina será no sábado, das  8h às 12h, na escola municipal rural, local onde também ocorrerão as palestras do evento

Mais informações sobre o evento, no fone (34) 3423-6002 ou no e-mail: agricultura@frutal.mg.gov.br  .

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.