segunda-feira, 9 de Fevereiro de 2015 09:16h

Cartão de vacina deve ser atualizado para viagens durante o carnaval

Alguns destinos no país requerem cuidados especiais em relação à saúde. Viagens internacionais também exigem vacinas

O carnaval está chegando e, antes de arrumar as malas para fazer o passeio tão esperado, é importante checar o cartão de vacinação. Alguns destinos no país requerem cuidados especiais em relação à saúde. Segundo a coordenadora de Imunização da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, Tânia Brant, a regra geral é manter o cartão em dia. “Vacinas como a Tríplice Viral, Hepatite B, Dupla Adulto e Febre Amarela devem estar atualizadas no cartão de vacinas de qualquer viajante”, afirma.

Quem viajar para destinos de turismo ecológico, precisa verificar se a área oferece risco de febre amarela. A vacina deve ser tomada ao menos 10 dias antes da viagem. Clique aqui e confira as regiões com recomendação sobre vacinação contra febre amarela.  Além da febre amarela, algumas regiões brasileiras oferecem risco de infecção pela malária. Como não existe uma vacina que ofereça proteção contra a doença, o cuidado deve ser ainda mais especial para os turistas que escolherem a região amazônica. Assim como a febre amarela, a malária é transmitida pela picada de um mosquito, por isso é importante ficar atento aos horários de maior atividade do inseto (pôr-do-sol e ao amanhecer). Usar roupas claras e com manga longa e aplicar repelente nas áreas expostas da pele são outras medidas preventivas. Clique aqui e veja as áreas que apresentam registros de casos de malária durante todo o ano.

Destinos no exterior

Já para quem prefere curtir os dias de folga fora do país, é fundamental verificar quais as exigências de cada localidade. Destinos como Itália, Alemanha, Holanda, Reino Unido e algumas regiões da África oferecem risco de infecção para o sarampo. Atualmente, parques da Disney nos Estados Unidos enfrentam um surto de sarampo, doença que pode ser prevenida pelos brasileiros com a vacina Tríplice Viral, disponível em todos os postos de saúde daqui. Além do sarampo, a Tríplice Viral oferece proteção contra a caxumba e a rubéola. O Ministério da Saúde recomenda a todos os viajantes que escolherem destinos no exterior a receberem essa vacina, já que diversas regiões do mundo têm registros dessas doenças.  

Apesar de ter sido erradicada há 25 anos no Brasil, a poliomielite é outro exemplo de enfermidade presente em outras regiões do mundo. Certos países da Ásia e África ainda registram casos da doença, que tem a vacina disponível nos postos de saúde brasileiros. Clique aqui  e veja a lista de recomendações que cada país exige.

Certificado Internacional de Vacinação

Além de atualizar o cartão de vacinação, é importante verificar se o destino escolhido exige que o viajante apresente o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia. Trata-se de um documento exigido por alguns países do mundo como comprovante de que a vacinação está em dia. Para obter o Certificado é necessário comparecer a um Centro de Orientação de Viajantes foto ou certidão de nascimento. Clique aqui e saiba quais países exigem o Certificado. Em Minas, existem quatro Centros de Orientação de Viajantes, dois deles públicos. O primeiro está localizado no Aeroporto de Confins (telefone 31 3689 -2009) e o segundo na Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte (telefone 31 3246 – 5026).

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.