sábado, 9 de Junho de 2012 08:27h Marina Alves

Cemig alerta para cuidados com a rede elétrica durante festas

As tradicionais festas típicas realizadas no período de junho e julho requerem cuidados com relação a rede elétrica. As tradicionais fogueiras de São João, e os fogos de artifício nas festas, que geralmente são realizadas em locais abertos, são fatores que precisam ser observados para evitar acidentes com a rede elétrica.
As festas juninas também exigem instalações elétricas provisórias. As festas que tiverem a instalação devem atentar para o cuidado ao fazê-la, com um projeto onde haja proteção em todos os trechos separadamente.

 


As instalações, estruturas e enfeites das festas também devem ser colocados com cuidado. As tradicionais bandeirinhas e faixas colocadas nessas festas devem ser confeccionadas com material isolante e biodegradável. Para a fixação destes materiais, deve-se observar a distância da rede elétrica.

 


Fogos de artifício, também muito comuns nessa época, só devem ser manuseados pro adultos, longe das bandeirinhas e outros materiais que oferecem perigo de causar incêndios. Os fogos de artifício podem causar graves acidentes caso fiquem em contato com as bandeirinhas ou encostem na rede elétrica, podendo causar curto-circuito.

 

Segundo Divino Barros, Administrador Regional da Cemig na cidade de Divinópolis, os acidentes ocorrem, mesmo com todas as medidas de segurança e campanhas realizadas pela Cemig: “Sempre registramos algumas ocorrências, e as vezes é até por falta de orientação. É costume da Cemig então fazer algumas campanhas na mídia, panfletagem, orientação aos profissionais, para que se minimize ou evite os acidentes com a rede elétrica”, conta Divino.

 

As instalações elétricas devem ser feitas com a instrução dos profissionais da Cemig. Os responsáveis pelas festas juninas devem entrar em contato com a concessionária para que sejam feitas as ligações elétricas: “Todos os organizadores das festas, sejam elas de escolas, igrejas ou organizações, quando não sabe dos detalhes técnicos das instalações, nós pedimos para que ele entre em contato com a Cemig, que vai prestar todas as informações necessárias para que as instalações possam ser feitas de forma adequada a não prejudicar a rede e não ter problema de curtos circuitos”, conta Divino Barros.

 

As instalações devem ser feitas levando em consideração a distância da rede elétrica, e as ligações feitas, para não prejudicar o funcionamento da rede.

 


Em caso de acidentes, Divino alerta para as providências que devem ser tomadas: “As pessoas de forma alguma devem se aproximar do acidentado que esteja encostando no fio, pois a proteção pode estar desarmada” afirma Divino, que também ressalta que “Deve-se esperar um profissional qualificado, seja da Cemig ou engenheiro que entenda sobre energia elétrica, e acionar imediatamente através do 116, ou da própria agência, ou alguma pessoa, e também convocar o Corpo de Bombeiros, pois eles estão aptos a fazer um salvamento desse tipo. Também, em caso de fio partido, deve-se isolar a área, não permitir que ninguém se aproxime”.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.