quarta-feira, 14 de Maio de 2014 07:52h

Cemig promove em Belo Horizonte Fórum de Inovação e Tecnologia

Interessados devem se inscrever gratuitamente, pela internet, até o dia 26 de maio, ou no dia do evento, caso ainda existam vagas.

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) realiza, nos dias 27 e 28 de maio, a 5ª edição do Fórum de Inovação e Tecnologia (FIT). O evento acontece no auditório do Crea-MG, localizado na Avenida Álvares Cabral, 1.600, Santo Agostinho, em Belo Horizonte, e reúne profissionais, pesquisadores e estudantes que vão debater o tema “Estratégias de Inovação”. Os interessados devem se inscrever gratuitamente, por meio do endereço www.toptecsys.com.br/v_fit/, até o dia 26 de maio. A inscrição também pode ser feita no dia 27, no local do evento, caso ainda existam vagas.

O objetivo do FIT é a prospecção de oportunidades de novos projetos, bem como a divulgação de melhores práticas de gestão e do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Cemig. “Trata-se de uma oportunidade de trocar conhecimentos e interagir com profissionais de empresas inovadoras”, diz o superintendente de Tecnologia e Alternativas Energéticas (TE), Alexandre Bueno.

Além do corpo da Cemig, o evento conta com a presença de representantes de instituições como Fundação Dom Cabral, Unicamp, Ânima Educação, Fiat, Embraer, 3M do Brasil, Natura, Petrobrás, GE do Brasil e IBM. “Nos últimos quatro anos, formatamos o FIT discutindo assuntos essencialmente técnicos. Neste ano, abordaremos o processo de inovação. Queremos discutir estratégias adotadas pelas principais empresas brasileiras”, explica o superintendente, que no evento irá apresentar o Programa de P&D Cemig.

P&D Cemig

Por força da Lei 9.991/2000, a Cemig – como outras concessionárias de serviços públicos de distribuição, transmissão ou geração de energia elétrica – deve aplicar, anualmente, um percentual mínimo de sua receita operacional líquida em um P&D Tecnológico do Setor de Energia Elétrica, segundo regulamentos estabelecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). “Se considerarmos somente a Cemig e a Cemig GT, o volume de recursos aplicados anualmente gira em torno de R$37 milhões. Considerando o Grupo Cemig, esse volume de recursos sobe para R$60 milhões”, afirma Alexandre.

No entanto, o P&D da Cemig vai além da obrigação compulsória de investimento. “Além da Aneel, buscamos novos parceiros como a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), com o objetivo de tornar mais robusto o Programa de P&D e alcançar o objetivo da inovação”, diz o superintendente.

Nos 12 anos de existência do programa, já foram alavancados quase R$ 800 milhões, aplicados à pesquisa. “Esperamos, com o evento, repensar toda a cadeia de inovação adotada pela Cemig, de forma a continuar em busca de um processo de melhor aplicação de nossos investimentos”, finaliza Alexandre.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.