sexta-feira, 22 de Maio de 2015 13:20h

Cemig recebe exposição “Vitrais: fragmentos de luz” no aniversário de 63 anos

A exposição “Vitrais: fragmentos de luz” é uma das principais atrações das comemorações do aniversário de 63 anos da Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig, que acontece nesta sexta-feira (22/5)

A mostra cultural permanece em cartaz, no hall do edifício-sede da Empresa, até o dia 5 de junho. A inauguração da exposição, às 19h30, conta com a participação do Coral da Gremig e é aberta ao público.

O projeto é idealizado pela instituição Luz & Harmonia, de Ângela Pinheiro Fernandes e José Júlio de Andrade Fonseca, ambos de Belo Horizonte, e, nos últimos sete anos, já recebeu um público de, aproximadamente, 500 mil pessoas em diversas galerias do Estado. A iniciativa tem o objetivo de levar às pessoas o contato mais direto possível com a arte em suas diversas expressões, no ambiente onde vivem – empresas, escolas, instituições e eventos culturais.

A exposição é composta por uma rosácea e nove vitrais góticos de autoria da artista plástica e vitralista Ângela Pinheiro, e possui curadoria de José Júlio de Andrade Fonseca. Segundo o curador da mostra, os vitrais – além de embelezar as grandes catedrais desde o século 11 – também tinham caráter educativo.

“Os vitrais, com motivos religiosos, mostram didaticamente qual era a função dessas estruturas nas catedrais medievais: iluminação natural para as naves e informação religiosa para os cristãos, com cenas das escrituras sagradas”, afirma o curador.

Perfil da Companhia
A Cemig foi inaugurada em 22 de maio de 1952, pelo então governador de Minas Juscelino Kubitschek. Com o objetivo de gerir as usinas de propriedade do governo estadual construídas e em processo de construção na época, chamou-se inicialmente Centrais Elétricas de Minas Gerais. Na década de 80, passou a se chamar Companhia Enérgética de Minas Gerais.

Hoje, a Cemig é a maior empresa integrada do setor de energia elétrica do País, sendo o maior grupo distribuidor, responsável por aproximadamente 12% do mercado nacional. É ainda o segundo maior grupo transmissor e o terceiro maior grupo gerador, com um parque formado por 79 usinas hidrelétricas, 3 térmicas e 23 eólicas, com uma capacidade instalada de 7.717 MW. No ano passado, a Concessionária foi selecionada, pela 15ª vez consecutiva, para compor a carteira do Dow Jones Sustainability World Index no período 2014/2015, mantendo-se como a única Companhia do setor elétrico da América Latina a fazer parte do DJSI World desde a sua criação, em 1999.

A Companhia está presente em 22 Estados e no Distrito Federal e opera uma linha de transmissão no Chile. Conta com mais de 115 mil acionistas em 44 países e ações negociadas nas Bolsas de Valores de Nova York, Madri e São Paulo.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.