quarta-feira, 19 de Agosto de 2015 13:11h Atualizado em 19 de Agosto de 2015 às 13:13h.

Circuito Cultural abre o debate com coletivos e movimentos sociais

Seminário abre ampla discussão com a sociedade civil sobre as novas perspectivas do projeto na capital

Nos dias 24 e 25 de agosto, o Circuito Cultural Praça da Liberdade receberá diversos grupos sociais e artísticos para debater as perspectivas de articulação, ampliação e fortalecimento do projeto sob o ponto de vista da política pública de Cultura do Estado. Trata-se do Seminário Estadual do Patrimônio Cultural: Circuitos Culturais e as Cidades, que será realizado na Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa. A entrada é gratuita e as inscrições poderão ser feitas na hora, sujeitas à lotação.

"Será uma oportunidade de ampliar as discussões sobre as possibilidades de apropriação do Circuito no seu potencial cultural e como patrimônio do Estado", afirma Michele Arroyo, presidente do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha/MG), atual gestor do projeto.

Com a temática “O Circuito que queremos”, o encontro será o primeiro passo para a instauração de um fórum permanente de discussão sobre o Circuito, uma das propostas do Iepha/MG. A partir da escuta da sociedade, o instituto pretende ampliar a articulação do projeto com o espaço urbano e com os diversos grupos sociais e culturais de Minas Gerais.

O seminário será aberto a gestores culturais, representantes dos órgãos de patrimônio, professores, comunicadores, movimentos sociais e coletivos que vêm atuando nas áreas da cultura, patrimônio, espaços públicos e urbanidade.

Os debates serão focados em quatro eixos principais: Educação, Urbanidade e Turismo, Diversidade e Inclusão e Comunicação e Cultura. "Nas mesas redondas, serão discutidos temas relacionados com o dia a d

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.