quarta-feira, 6 de Julho de 2011 14:24h Agencia Brasil

CNTE inicia jornada em defesa do piso salarial e do Plano Nacional de Educação

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) inicia hoje (6) a Jornada Nacional pela Implementação do Piso Salarial e pela Aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE). A ação marca o início de atividades que serão desenvolvidas pela CNTE, entre elas atos públicos e paralisações em estados e municípios.

 

 

Segundo o secretário de Assuntos Educacionais da CNTE, Heleno Araújo, está prevista para o dia 16 de agosto uma paralisação nacional. “ Faremos essa paralisação nacional em defesa da carreira e do PNE”, disse em entrevista ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional.

 

De acordo com ele, os atos públicos e as manifestações são formas que a categoria tem para buscar a valorização da profissão. “Lutamos pela conquista do piso salarial digno e pela valorização dos profissionais da educação”, ressaltou.

 

 

Araújo disse que em alguns municípios e estados os trabalhadores não recebem o piso salarial nacional de R$ 1.597,87. “O descaso com o não pagamento do piso salarial estipulado por lei leva muitos trabalhadores em educação a paralisar suas atividades”, disse, ao citar paralisações em Sergipe, no Rio Grande do Norte, em Santa Catarina e em Minas Gerais.

 

A CNTE também reivindica o cumprimento de 40 horas semanais de trabalho.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.