segunda-feira, 30 de Maio de 2011 09:35h Assessoria Comunicaç?o ALMG

Cobrança de taxa de coleta de esgoto motiva reunião em Vazante

A cobrança, pela Copasa, de uma taxa pela coleta de esgoto, correspondente a 60 % do valor da tarifa por fornecimento de água tratada, motiva reunião em Vazante (Noroeste de Minas), nesta sexta-feira (3/6/11). Para debater o problema, a Comissão de Assuntos Municipais e Regionalização da Assembleia Legislativa de Minas Gerais promove audiência pública às 10 horas na Câmara Municipal da cidade (Rua Machado Diniz, nº 700, Bairro Cidade Nova I).

 

 

A reunião, segundo o deputado que a requereu, Almir Paraca (PT), tem também o objetivo de conhecer e debater questões referentes ao relacionamento da Copasa-MG com a população e a prefeitura. A administração local é a autora da Lei Municipal de 2008 que autorizou cobrança pela coleta de esgoto. Também presidente da Comissão de Assuntos Municipais, Almir Paraca explica que a iniciativa da audiência partiu de uma solicitação assinada por mais de 2,1 mil cidadãos de Vazante. Eles reclamam que a taxa é cobrada de toda a população e a coleta de esgoto não é oferecida a todos os moradores da cidade.

 

Segundo lideranças locais, como informa o requerimento, apenas 60 % das ruas e bairros de Vazante têm estrutura de captação de esgotos. Além disso, a única estação de tratamento de esgotos (ETE) do município foi instalada em local inadequado, causando grande incômodo à população devido ao mau cheiro. A ETE fica em área urbana, no Rio Santa Catarina, na altura do bairro Cidade Nova II.

 

 

Convidados - Para a reunião na sexta-feira foram convidados: o prefeito e o presidente da Câmara Municipal de Vazante, Orlando Caixeta Fialho e Belchior Alves de Araújo; o procurador-geral de Justiça, Alceu José Torres Marques; o diretor-presidente da Copasa, Ricardo Augusto Simões Campos; o diretor-geral da Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais (Arsae/MG), Antônio Abrahão Caram Filho; e os presidentes dos Sindicatos de Vazante, dos Trabalhadores Rurais Assalariados e Agricultores Familiares, Elícia Ferreira do Prado; e dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico, Edgard Nunes da Silva.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.