quinta-feira, 25 de Junho de 2015 14:07h

Começa etapa de interiorização do Seminário das Águas realizado pela ALMG

Objetivo dos encontros regionais é avaliar a situação das diversas bacias hidrográficas de Minas Gerais

Os encontros regionais do Seminário Legislativo Águas de Minas III - Os Desafios da Crise Hídrica e a Construção da Sustentabilidade começam na terça-feira (30/6/15). O objetivo dessa etapa do evento, promovido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), é avaliar a situação das diversas bacias hidrográficas do Estado. Montes Claros (Norte de Minas) será a primeira cidade a receber o encontro.

Um panorama sobre a situação dos recursos hídricos na região, a partir de diagnóstico formulado pelos comitês de bacias hidrográficas e pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), será apresentado durante cada um dos encontros regionais. Após exposições de autoridades e especialistas, serão constituídos grupos de trabalho a fim de consolidar propostas relacionadas à temática do evento. As proposições serão encaminhadas para a plenária final, que será realizada em Belo Horizonte.

Etapas – O Seminário Legislativo Águas de Minas III se desdobra em várias etapas. Entre abril e junho, acontecem as reuniões preparatórias do evento. As comissões técnicas interinstitucionais, por sua vez, se reúnem entre maio e junho. Em agosto, será realizada uma consulta pública on-line. A plenária final do evento será realizada entre os dias 29 de setembro e 2 de outubro, no Plenário da ALMG. Na ocasião, participantes votarão propostas que poderão subsidiar a elaboração de políticas públicas para garantir a preservação dos recursos hídricos.

A finalidade do seminário é ampliar as discussões sobre a crise hídrica vivenciada pelo País nos últimos dois anos e seus inúmeros impactos na sociedade brasileira, visando à busca de alternativas viáveis para esse problema e soluções que incluem medidas de curto, médio e longo prazos. O evento é promovido pela ALMG em parceria com diversas entidades, entre órgãos públicos, empresas e terceiro setor. Também são seus objetivos avaliar a implementação das leis nacional e estadual das águas e do saneamento, debater a gestão de recursos hídricos e a segurança hídrica no Estado e estimular a educação ambiental.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.