segunda-feira, 3 de Outubro de 2016 14:19h ALMG

Composição da ALMG se altera após 1º turno das eleições

Dois deputados foram eleitos prefeitos no interior e outros dois seguem na disputa no 2º turno da Capital.

 

Os resultados do 1º turno das eleições municipais deste ano apontam que dois deputados estaduais foram eleitos prefeitos no Estado, alterando, assim, a composição da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), a partir de janeiro de 2017. Deiró Marra (PSB), em Patrocínio (Alto Paranaíba), e Wander Borges (PSB), em Sabará (Região Metropolitana de Belo Horizonte), venceram as disputas realizadas neste domingo (2/10/16) nestas cidades. Deiró Marra foi declarado vencedor da disputa em Patrocínio com 48,64% dos votos válidos. Em Sabará, Wander Borges recebeu 55,23% dos votos e comandará o município nos próximos quatro anos.

Outros dois parlamentares, João Leite (PSDB) e Paulo Lamac (Rede), disputarão o 2º turno em Belo Horizonte. João Leite, candidato a prefeito, recebeu 33,40% dos votos válidos e seguiu para a próxima etapa com a melhor votação na Capital. Paulo Lamac concorre ao cargo de vice-prefeito na chapa de Alexandre Kalil (PHS), que teve 26,56% dos votos no 1º turno. No total, nove deputados se candidataram a prefeito e dois a vice-prefeito nestas eleições.

Confira quem são os suplentes

Com a vitória do deputado Wander Borges, em Sabará, assumirá a vaga na ALMG Coronel Piccinini, também do PSB. Vereador em Belo Horizonte desde 2013, é natural de Juiz de Fora (Zona da Mata), bacharel em Direito pela Universidade Federal de Juiz de Fora e formando no Curso Superior de Polícia. É, também, oficial reformado da Polícia Militar de Minas Gerais e foi presidente do Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiro Militar do Estado por cinco mandatos (1996 a 2001 e 2008 a 2016).

No lugar de Deiró Marra, assume Gustavo Santana (PR). Nascido em Belo Horizonte, é empresário, secretário estadual do Partido Republicano e irmão do deputado federal Bernardo Santana, ex-secretário de Estado de Defesa Social no governo de Fernando Pimentel. Ele é filho do ex-deputado estadual e federal José Santana.

Caso João Leite seja eleito, Zé Maia (PSDB) reassume uma cadeira no Parlamento mineiro. O atual controlador-geral do Município de Belo Horizonte foi deputado estadual por três mandatos consecutivos, de 2003 a 2015. É advogado, contador e empresário do setor hoteleiro e de comunicações.

Paulo Lamac daria lugar a João Alberto (PMDB), que também reassume vaga na Assembleia, onde foi deputado estadual entre 2015 e este ano. É advogado, foi secretário adjunto da Secretaria de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru) e diretor-presidente da CeasaMinas. Tem vasta experiência no setor público e é filho do ex-deputado estadual João Bosco Murta Lages, já falecido.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.