quinta-feira, 3 de Março de 2016 13:26h Agência Minas

Comunidades de Mariana e região participam de simulação de desastres

Simulados, realizados por instituições estaduais e municipais, propõem integração comunitária e transparência das ações de prevenção

Representantes de comunidades de Mariana e Barra Longa, especialmente aquelas no entorno de empreendimentos de mineração,  participarão nesta quinta-feira, 3/3, de uma série de exercícios de simulação para reagir a eventos adversos, como rompimento de barragem, enchente ou inundação, entre outros. O primeiro simulado será hoje, a partir das 16h, na comunidade de Camargos. Os demais seguem cronograma acertado com as comunidades, até o dia 15/3.

 

 

Os exercícios serão realizados por membros do Comando Integrado composto pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, Coordenadorias Municipais de Proteção e Defesa Civil, Polícia Militar do Estado de Minas Gerais, Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Minas Gerais e pela Samarco Mineração.

O propósito principal da atividade é o estímulo ao engajamento comunitário para promover um ambiente de maior tranquilidade, aumentando a capacidade da sociedade de reagir a eventos adversos. Os treinamentos para a mobilização comunitária serão com a aplicação do método de simulação assistida em diversos cenários hipotéticos que demonstrarão a importância e a capacidade do protagonismo comunitário em ações de proteção e defesa civil.

 

 

 

A ação também é uma importante iniciativa para levar a conhecimento público, com transparência e praticidade, os procedimentos de emergência aperfeiçoados para as barragens de Germano e Santarém, pertencentes à empresa Samarco, em função das preocupações que surgiram com o desastre provocado pela ruptura da barragem de Fundão em novembro de 2015.

A metodologia dos simulados é baseada em práticas assistidas por um grupo de especialistas em gestão de desastres, com o objetivo de fomentar a solidariedade, a coesão social e o protagonismo comunitário, definir procedimentos, avaliar as ações realizadas pelos órgãos públicos e instituições privadas envolvidas, além de analisar os recursos disponíveis, a capacitação das equipes locais e da população afetada e prepará-los para enfrentar adequadamente uma situação de emergência.

 

 

Para informar antecipadamente a população as Coordenadorias Municipais de Proteção e Defesa Civil e a Samarco vêm, desde o dia 26 de fevereiro, fazendo reuniões abertas ao público para tirar dúvidas sobre o simulado, consultar horários mais adequados e reforçar a importância da participação de todos na atividade. Também vem sendo veiculada a divulgação dos simulados por meio de carros de som e rádios locais.

Durante os exercícios, as pessoas serão abordadas em suas casas e acompanhadas por profissionais das Coordenadorias Municipais de Proteção e Defesa Civil até os locais definidos como pontos de encontro. Após a realização dos simulados, a equipe de especialistas em gestão de desastres avaliará o treinamento para aperfeiçoar os resultados.

 

 

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.