quarta-feira, 16 de Março de 2011 00:00h

Conab faz leilões de milho, feijão e sorgo

Operações de Valor de Escoamento de Produto (VEP), Prêmio de Escoamento de Produto (PEP) e venda direta de estoques públicos negociam mais de 216 mil toneladas de grãos

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), empresa pública vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, promove novos leilões de milho, feijão e sorgo, nesta quarta-feira, 16 de março.

Serão quatro operações de venda direta de milho dos estoques públicos, para a negociação de mais de 134,4 mil toneladas, sendo 19,8 mil ts da Bahia; 97,8 mil t do Mato Grosso; 506, 7 t do Distrito Federal; 322 t do Tocantins; e 16 mil t do Mato Grosso do Sul. Podem participar avicultores, suinocultores, bovinocultores (de leite e de corte), cooperativas de criadores de aves, de suínos e de bovinos (de leite e de corte), indústrias de ração para avicultura, suinocultura e bovinocultura, indústrias de insumo para ração animal e indústrias de alimentação humana à base de milho.

O milho terá, ainda, uma operação de Valor de Escoamento de Produto (VEP), no qual serão comercializados 62,3 mil t de grãos, do estado do Mato Grosso.

Nesta quarta-feira, também serão vendidas 150 t de sorgo destinado ao mercado interno, com todos os grãos provenientes de Goiás. Já o Prêmio de Escoamento de Produto (PEP) vai comercializar 20 mil t de feijão comum cores, safra 2010/2011 e 2011, produzido no estado do Paraná.

Podem participar desse leilão indústrias de beneficiamento ou de transformação e comerciantes. O destino dos grãos poderá ser qualquer localidade do país, exceto as unidades da federação que compõem as regiões Norte e Nordeste.

Saiba mais

Valor de Escoamento de Produto (VEP) – É um leilão de venda de estoque público. Neste caso, o governo paga um determinado valor ao produtor para que o produto seja escoado para uma região com dificuldade de abastecimento.

Prêmio de Escoamento de Produto (PEP) – É o valor concedido pelo governo à agroindústria ou cooperativa que adquire o produto pelo preço mínimo diretamente do produtor rural e o transporta para região com necessidade de abastecimento. Este instrumento desonera o governo da obrigatoriedade de comprar e estocar o produto.

Venda direta de estoques públicos – É realizada por meio de leilões para regular o abastecimento e o preço dos produtos agrícolas.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.