quarta-feira, 29 de Julho de 2015 10:36h Atualizado em 29 de Julho de 2015 às 10:39h. Jotha Lee

Concessionária contesta números sobre acidentes na MG-050

Técnicos da empresa mostram que rodovia foi a que mais reduziu acidentes com vítimas fatais

O Diagnóstico de Acidentes de Trânsito – Minas Gerais, referente às estatísticas de acidentes rodoviários de 2013 e 2014 divulgado na semana passada pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), classificou a MG-050 como a “rodovia da morte”. De acordo com o levantamento, a via teve no período um resultado acumulado de 110 vítimas fatais, contra 107 da BR-381 (Fernão Dias), que registrou no período 107 mortes.
Ontem, a Nascentes das Gerais, concessionária que administra rodovia, divulgou nota oficial, na qual informa que, apesar de ter registrado o maior volume de vítimas fatais na soma de 2013 e 2014, a MG-050 foi a estrada que corta o Estado que conseguiu a maior redução de mortes no ano passado. Segundo a avaliação feita por técnicos da concessionária nos dados levantados pelo Diagnóstico de Acidentes de Trânsito, em 2013 foram 76 vítimas fatais na MG-050, contra 34 em 2014, o que representa uma redução de 52,26% no número de mortes.
Ainda de acordo com o estudo da Nascentes das Gerais, com base no Diagnóstico da Seds, analisando apenas 2014, as ocorrências verificadas na MG-050 ficaram abaixo da BR-116, com 63 vítimas fatais, BR-381 (56), BR-354 (51), BR-040 (42) e BR-265 (39).
O levantamento da Seds concluiu que a maioria dos acidentes na MG-050 está concentrada no trecho que corta o município de Divinópolis. De acordo com a Nascentes das Gerais, verificou-se também queda nas ocorrências com vítimas fatais neste percurso na comparação entre 2013 e 2014. Segundo a concessionária, do quilômetro 118 ao 132, que compreende o Anel Rodoviário, foram seis vítimas fatais em 2014, 57% a menos que as mortes ocorridas em 2013. Das seis vítimas fatais em 2014 no Anel Rodoviário, dois óbitos (33% do total) foram originados por atropelamentos. No ano passado ocorreram, ainda, um engavetamento e uma colisão transversal no perímetro urbano da cidade que resultaram em vítimas fatais.

 

DUPLICAÇÃO
A concessionária informa que já está pronta para novos investimentos que vão ampliar a segurança na MG-050. Entre as obras anunciadas, está a duplicação do Anel Rodoviário, que receberá novas pistas, viadutos e trevos num percurso de 12 quilômetros, com investimentos de R$ 100 milhões. De acordo com a Nascentes, embora sem data prevista para o início, essa obra será concluída “nos próximos dois anos”.
Segundo a nota divulgada pela Assessoria de Imprensa da concessionária, até agora já foram investidos R$ 628 milhões em obras na MG-050, com a construção de 78 quilômetros de novas terceiras faixas, mais 20 quilômetros de novas duplicações e outros 24 de novas correções de traçado. Além de pontes, viadutos, passarelas para pedestres e recuperação do pavimento, também foram instaladas 15 mil placas de segurança, pintados 4,5 mil quilômetros de faixas, 160 mil tachas e tachões, 12 quilômetros de barreira rígida, 100 quilômetros de cerca e 36 quilômetros de defensas e acostamentos em vários trechos.
A concessionária informou, ainda, que a segurança dos usuários da rodovia é prioritária e mensalmente é feita uma média de 2,5 mil atendimentos de pista para socorro a usuários com as viaturas de inspeção, 600 guinchamentos (carros e caminhões), 8,5 mil atendimentos via 0800, 8 mil atendimentos em pontos de apoios, além de apreensão de animais.
A Nascentes das Gerais conclui a nota informando que nos próximos dois anos serão investidos R$ 500 milhões em novas obras em todo o percurso, com 28 quilômetros de duplicações, 33 de terceiras faixas, mais 20 quilômetros de correções de curva e 37 dispositivos de acesso e retorno.

 

Crédito: Jotha Lee

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.