quinta-feira, 13 de Março de 2014 06:57h Atualizado em 13 de Março de 2014 às 07:06h.

Conferências Regionais discutem expansão da Economia Popular Solidária em Minas

Eventos, preparatórios para a Conferência Estadual, visam avaliar avanços, limites e desafios do segmento, além de discutir as políticas públicas voltadas para o setor.

A Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) dá início nesta quinta-feira (13), em Paracatu, Noroeste de Minas, a realização das Conferências Regionais de Economia Solidária, cujo objetivo será avaliar os avanços, limites e desafios desse segmento e das políticas públicas do setor. O evento visa também buscar novas formas de organização econômica com base na cooperação, autogestão, sustentabilidade e na solidariedade.

As conferências, que terminam no dia 13 de abril, serão fundamentais para fortalecer a economia solidária enquanto estratégia de política pública de desenvolvimento local, além de serem preparatórias para a Conferência Estadual de Economia Solidária, que acontece dias 30 e 31 de maio deste ano, em Belo Horizonte.

Nos últimos anos, a economia solidária tem se apresentado como uma inovadora alternativa de geração de trabalho e renda, garantindo a inclusão social. Ela engloba ações econômicas e sociais sob a forma de cooperativas, associações, clubes de trocas, empresas autogestionárias e redes de cooperação, que realizam atividades de produção de bens, prestações de serviços, finanças solidárias, trocas, comércio justo e consumo solidário.

As Conferências Regionais contarão com a participação de representantes dos governos estadual e municipal, legislativo e judiciário, bem como da sociedade civil, entidades de fomento e apoio à economia solidária, movimentos sociais e populares e empreendimentos econômicos solidários e suas representações.

Durante os eventos, serão eleitos aproximadamente 100 delegados, que representarão as regionais na Conferência Estadual. Esta, por sua vez, subsidiará as discussões para a Conferência Nacional, a ser realizada em novembro deste ano, em Brasília. Da etapa estadual, saem também os delegados que participarão da Conferência Nacional de Economia Solidária, sendo os responsáveis pelo encaminhamento de propostas levantadas e aprovadas nos eventos regionais.

Para orientar os trabalhos nas regionais mineiras, o Conselho Nacional de Economia Solidária (Conaes) definiu o tema “Construindo um Plano Nacional da Economia Solidária”, para promover o direito de a população produzir e viver de forma associativa e sustentável.

Minas reconhece a política de economia solidária como um processo de conquista social. O seu crescimento e sua expansão dependem tanto dos esforços governamentais quanto da capacidade de organização política dos que fazem a economia solidária em Minas.

Confira, abaixo, o cronograma dos eventos regionais.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.