quinta-feira, 10 de Abril de 2014 06:15h

Conselho Estadual de Desenvolvimento Regional e Política Urbana tem novos conselheiros

Os 40 conselheiros empossados nesta quarta-feira (09/04) foram eleitos, em setembro do ano passado, para o mandato 2014/2016.

O Conselho Estadual de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Conedru) deu posse, nesta quarta-feira (09/04), na Cidade Administrativa, aos novos conselheiros para o mandato 2014/2016. A cerimônia, que foi presidida pelo secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Política Urbana e Gestão Metropolitana (Sedru) e presidente do Conedru, Alencar Santos Viana, empossou todos os 40 conselheiros pertencentes ao Conselho e que na oportunidade representam todos os segmentos da sociedade civil.

O conselho integra a área de competência da Sedru e tem importante atuação no processo de institucionalização de uma política participativa de desenvolvimento urbano e regional do Governo do Estado. Os novos membros do Conselho foram eleitos na 5ª Conferência das Cidades de Minas Gerais realizada em setembro de 2013.

Durante a solenidade de posse, o secretário da Sedru, Alencar Santos Viana, apresentou aos novos membros do Conedru o histórico do conselho criado em 1982 e seu desenvolvimento ao longo dos anos, principalmente nos governos Aécio Neves e Antonio Anastasia, onde ampliou a participação da sociedade civil fortalecendo assim a representatividade na construção das políticas urbanas no Estado.

“A missão do Conedru é a de propor as diretrizes para a formulação e implementação da política urbana no estado de minas gerais, tomando como base os estudos e os conhecimentos formais emanados do poder público e da sociedade civil. A participação desses segmentos é essencial para o sucesso das ações e dos programas da Sedru na área de habitação, saneamento, desenvolvimento regional e planejamento urbano” destacou o secretário.

Por sua vez a professora da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Marlene Colessanti, conselheira eleita para o segundo mandato no Conedru, representando o segmento dos acadêmicos, destacou a importância das discussões realizadas dentro do Conselho. “Os três anos que eu fiquei aqui foram fundamentais para mim, que sou da área acadêmica, para que pudesse entender o que é Minas Gerais e para implantar na minha região ações de política urbana” disse.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.