quinta-feira, 13 de Fevereiro de 2014 07:43h

Conselho Estadual de Política Agrícola fortalece agenda estratégica para agricultura de Minas Gerais

O secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Zé Silva participou da reunião do Conselho Estadual de Política Agrícola (Cepa), nesta quarta-feira (12/02), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte.

 Foi a primeira reunião do ano, que contou com a participação de todos os conselheiros representantes de diversos órgãos públicos e organizações da sociedade civil.

Durante a reunião, foram apresentadas as diretrizes da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa) que vão nortear as discussões para a construção da Agenda Estratégica para o Desenvolvimento Sustentável da Agricultura Mineira no período 2014-2030. As diretrizes serão temas de debates em encontros regionais que serão realizados em todo o Estado, na segunda quinzena de fevereiro.

Ao todo serão sete encontros regionais, já com datas definidas, onde os diferentes setores vão apresentar sugestões, reivindicações e questionamentos visando fortalecer as ações de integração que vão nortear o processo de construção dessa agenda. O primeiro encontro será em Uberaba, no Triângulo Mineiro, no dia 18.

De acordo com o secretário, Zé Silva, a reunião do conselho foi de fundamental importância para o fortalecimento da construção da agenda. “Percebi claramente o compromisso e interesse que todos os conselheiros acolheram a proposta da construção da agenda, pois é uma proposta que vai agregar representantes de todos os setores, como entidades governamentais e da sociedade civil, que buscam resolver os problemas da agricultura e também a preocupação com os agricultores”, disse Zé Silva. Ainda de acordo com o secretário, a soma de todas as entidades ligadas à agricultura com suas informações estratégicas poderão se transformar em diretrizes mais intensivas para formação da agenda.

O secretário ressaltou ainda as novas atribuições da Seapa, que agora assumiu a regularização fundiária e também o crédito fundiário. Outro ponto destacado é que a Seapa vai fortalecer as ações da aqüicultura e pesca tornando-a mais competitiva e mais rentável.

Dentro dos desafios da construção da agenda, proposta pelo do secretário, está a criação de uma diretoria com ênfase na cidadania do homem do campo, onde serão tratados especificamente assuntos de infraestrutura, melhoria na telefonia, energia, saúde, educação, lazer e principalmente segurança. “Hoje percebemos que muitos agricultores deixam o campo por falta de tudo isso e na questão da segurança, precisamos de medidas urgentes”,  acrescentou.

Para o presidente das Organizações das Cooperativas de Minas Gerais (Ocemg), Ronaldo Scucato, membro do conselho, este trabalho de equipe fortalece toda cadeia produtiva do agronegócio. “Esta parceria, que já existe entre as entidades, é mais uma forma de um entendimento em busca da identificação de propostas e ações do planejamento que vai direcionar o desenvolvimento da agricultura e neste sentido a agenda estratégica cumpre este papel e a Ocemg está pronta para este desafio” conclui”.    

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.