sexta-feira, 17 de Abril de 2015 12:55h

Corpo de Bombeiros adota tecnologia digital de comunicação em Belo Horizonte

O novo sistema possibilita uma ampliação de 70% no raio de cobertura das comunicações feitas

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) começou a utilizar a tecnologia digital em seu sistema de comunicação via rádio, em Belo Horizonte. A mudança torna a comunicação mais eficaz e garante a melhoria no atendimento prestado à população.
A substituição do antigo sistema analógico pelo digital está sendo feita de forma gradual e faz parte do planejamento de modernização da corporação, que atendeu, no ano passado a mais de 348 mil ocorrências no Estado. Apenas para Belo Horizonte, foram investidos R$ 2,7 milhões de recursos provenientes da Taxa de Incêndio destinada ao reaparelhamento do Corpo de Bombeiros Militar.
O novo sistema chamado de Digital Movel Radio (DMR) possibilita uma ampliação de 70% no raio de cobertura das comunicações feitas. Para implantação em todas as unidades deverão ser investidos R$ 44 milhões. “O CBMMG é o primeiro órgão do Sistema Estadual de Defesa Social a adotar o sistema nesse nível de tecnologia, com dados e multifuncionalidade. Nossa expectativa é de nos próximos quatro anos, todas as unidades de Bombeiros tenham adotado o sistema digital”, explica o capitão Giovanny.
Outra característica da tecnologia digital é o fato de ser híbrida e modular, ou seja, é compatível com a tecnologia analógica, e pode ser usada até que todos os equipamentos sejam definitivamente substituídos. Para operar a nova tecnologia, 39 bombeiros, dentre Comandantes de Batalhões, integrantes do Centro de Operações de Bombeiros (Central 193), além de militares que trabalham diretamente com o sistema, participaram de um treinamento com a empresa que vai fornecer os equipamentos.

Tecnologia Brasileira
O projeto de implantação da tecnologia analógica para a digital nos batalhões que atendem Belo Horizonte começou em 2014, orientada por uma norma da Agência Nacional de Telecomunicações, que definiu a obrigatoriedade de adoção de redes digitalizadas em órgãos públicos.
Como 90% de sua tecnologia é fabricada no Brasil, o sistema também garante maior economia de recursos. A previsão é de que ainda neste ano seja finalizada a implantação na Região Metropolitana de Belo Horizonte, com a implantação da tecnologia no 2º Batalhão, com sede em Contagem.
No interior, os batalhões localizados em Juiz de Fora (Zona da Mata), Uberlândia, Uberaba (Triângulo Mineiro), Governador Valadares (Leste), Montes Claros (Norte de Minas) já operam com o sistema digital desde 2013. “Em três anos, deveremos ter todo o Corpo de Bombeiros operando no sistema digital e usufruindo de seus benefícios: maior agilidade na transmissão de dados e redução do uso do telefone para as comunicações internas ”, avalia o capitão Giovanny.
A precisão do sistema digital permitirá, por exemplo, que as guarnições repassem informações de atendimento e andamento da ocorrência, pedidos de apoio ou reforço e transmissão de dados das vítimas, por exemplo, o que pode agilizar a tomada de decisão quanto ao melhor recurso para o atendimento”, finaliza.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.