quarta-feira, 20 de Maio de 2015 10:08h

CREAS Mateus Leme realiza semana de enfrentamento à violência infantil

O enfrentamento à violência infantil ganha reforço em Mateus Leme durante a Semana Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que é realizada entre os dias 18 e 22 de maio

Palestras em escolas, panfletagem nas ruas e no comércio, além de ampla divulgação de informações, vão ajudar o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) a coibir as práticas criminosas e incitar a população a agir quando presenciar qualquer tipo de violação dos direitos da criança e do adolescente.

Alunos da Escola Municipal Dona Lúcia Dias, no bairro Araçás, fazem parte da mobilização social. Em duas palestras, a primeira realizada na tarde desta terça-feira, dia 19, e a outra marcada para esta quinta-feira, dia 21, as ações de enfrentamento à violência infantil estão ganhando um caráter mais didático. “Ao abordar a luta contra o abuso e a exploração sexual de uma maneira pedagógica estamos contribuindo para a formação cidadã dos estudantes que passam a ficar mais conhecedores de seus direitos e menos vulneráveis à violência”, afirmou a coordenadora do CREAS, Marina Santos Aguiar.

Durante a semana também haverá conscientização nas ruas. Em junho, na próxima reunião dos vereadores na Câmara, o CREAS vai apresentar o balanço das ações e chamar a atenção das autoridades legislativas e da sociedade para a importância de defender as crianças e adolescentes.

“O reconhecimento, pela lei federal n.º 9.970/00, do de 18 de maio como Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes demarca uma conquista do país na luta pelos direitos humanos das crianças e adolescentes. É uma data simbólica, na qual a sociedade é lembrada a não desviar o olhar, ficar atenta e denunciar qualquer tipo de violação de direitos”, alertou a coordenadora do CREAS, Marina Santos Aguiar. Ainda segundo ela, o papel de denunciar é de todos os agentes sociais envolvidos no processo de construção de uma cidadania plena.

Disque 100

O Disque Direitos Humanos (Disque 100) é o canal direto entre você e as autoridades competentes para investigar casos de abusos infantis e proteger crianças e adolescentes. O telefone recebeu, nos três primeiros meses deste ano, 21.021. Os números representam uma queda de 1,6% em comparação ao mesmo período do ano passado. Em relação ao perfil, 45% das vítimas eram meninas e 20% tinham entre 4 e 7 anos.

Sobre os casos de violência sexual, o Disque 100 registrou 4.480 denúncias, o que representa 21% do total de violações entre janeiro e março. A maioria dos casos (85%) é de abuso sexual. De acordo com o governo federal, esse crime ocorre quando o agressor, por meio de força física, ameaça ou sedução, usa crianças ou adolescentes para a própria satisfação sexual.

Serviço

O CREAS de Mateus Leme é especializado no atendimento de famílias em situação de violação de direitos. Para saber mais informações, procure a unidade que fica na rua Dalila Alves da Cunha, 70, no Centro. O telefone para contato é o 3535.1714.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.