terça-feira, 19 de Junho de 2012 15:22h Mariana Gonçalves

Cresce número de mulheres donas do próprio negócio

O crescimento da participação das mulheres no mercado de trabalho , pode ser visto a cada dia. O cadastro de pessoas empreendedoras registrados pelo SEBRAE-MG, mostrou um  aumento de 30% da população feminina à frente dos negócios, nos últimos quatro anos. O nível de instrução das empresárias também foi avaliado, segundo a pesquisa, 44% das mulheres tinham curso superior e especializações.

 


Pontos forte das mulheres também foram abordados pela pesquisa, e o resultado foi a  capacidade de persuasão, comprometimento, persistência, busca pela qualidade e eficiência da mulher em relação ao homem se destacaram. As mulheres no geral são autoconfiantes, isso faz parte da receita para o sucesso. De acordo com informações repassadas pela responsável do Seabra em  Divinópolis, Glaura Figueiredo “a presença feminina está se destacando em negócios antes dominados pelos homens, como por exemplo, o  mercado financeiro e o setor de franquias” afirma.

 


O Brasil já conta com 10 milhões de empreendedoras, e esse número vem crescendo desde 2006. E segundo dados do Instituto Empreender Brasil, mostra que 61,5% das empresas comandadas por mulheres investem mais em propagandas e melhorias dentro e fora da empresa.  A taxa de crescimento do empreendedorismo no país é a maior da década, 17,5% entre os brasileiros com idades de 18 a 64 anos. A maior parte das empreendedoras brasileiras, 22,2%, tem entre 25 e 34 anos. E 58% delas investiram até R$ 10 mil para abrir a empresa.

 

INICIATIVA PRÊMIO SEBRAE

 


Como incentivo para o empreendedorismo feminino, o Sebrae está realizando um projeto para premiar histórias de empreendedoras que realizaram o sonho de ter um negócio próprio virar realidade. As participantes precisam ser maiores de 18 anos de idade e podem concorrer a três categorias:

 


Pequenos Negócios: para proprietárias de micro e pequenas empresas;

 


Negócios coletivos: Para membros de grupos de produção, como cooperativas e associações, e por ultimo poderão participar como empreendedoras individuais;

 


Vale lembrar que nas três categorias, as proprietárias precisam estar com a documentação do negócio  em dia. As inscrições podem ser feitas pelo site do Sebrae até o dia 31 de agosto.
Serão três etapas, duas a nível nacional, e uma a nível estadual.

 

PREFERÊNCIA DE MERCADO

 


O  Instituto Empreender Brasil mostra em outra pesquisa realizada, que quando a gestão na empresa é masculina, a equipe tem  menos chance de cooperar. 

 


A Universidade de Londres, de acordo com dados ainda citados pela pesquisa do instituto, aponta que a melhor opção para o comando é assumir qualidades inerentes femininas, como sensibilidade e comunicação.

 


MONTAR O PRÓPRIO NEGÓCIO

 


A maioria das grandes empresas, surgiram  de pequenas iniciativas.

 


Alguns pontos devem ser analisados a fundo na hora de montar o próprio negocio:

 


Defina os objetivos do negocio, analise o produto e  a concorrência de mercado. O preço deve ser definido após essa pesquisa de mercado. A região onde será instalado o negócio, os grandes centros, geralmente são mais difíceis para quem está começando. Mas isso não significa que o negócio deva ser em um local isolado da população. Comece com apenas um ou dois funcionários ( de acordo com a demanda ). Hoje em dia existem cursos oferecidos até pelo Sebrae para auxiliar quem está começando na carreira.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.