quarta-feira, 16 de Outubro de 2013 07:12h

Cultura é destaque na conversa de Antonio Anastasia com internautas

Em bate-papo na internet, governador apresentou as ações do Estado para o setor cultural e ouviu dos cidadãos sugestões e demandas para a área

Biblioteca comunitária, circuito cultural, estrada real, pontos de cultura, economia criativa, patrimônio histórico, folclore, música, teatro, dança, literatura. Um bate papo rico como a cultura mineira. Assim foi a conversa do governador Antonio Anastasia com internautas na noite desta terça-feira (15). A ação integra o Movimento Minas, projeto do Governo do Estado que incentiva, em um espaço virtual, que os próprios cidadãos proponham novas práticas para melhorar a sociedade.

E o tema escolhido para esse primeiro bate papo foi justamente a cultura. “Minas não fica a dever em nada a outros Estados. Nós mineiros somos muito orgulhosos da nossa cultura. E eu falo como cidadão, porque sou governador provisoriamente, e como cidadão eu sou usuário da cultura, estimulo muito, gosto e faço o possível dentro da nossa realidade para que a cultura seja uma política pública muito forte, em um Estado que é fundamentalmente cultural. Eu até ouso dizer que é o Estado que tem a melhor cultura do Brasil na sua formulação, mas, mais importante, na realização da cultura pela sociedade”, destacou Anastasia.

Durante a conversa com o governador, internautas de diversas regiões de Minas puderam enviar suas perguntas que foram respondidas ao vivo diretamente por Anastasia. Segundo ele, é fundamental a participação da sociedade na formulação das políticas públicas, principalmente nessa área. “Entre todas as políticas públicas, talvez aquela que é feita com mais entusiasmo, quase que por monopólio, pelo cidadão é a cultura. Porque o Estado não realiza a cultura. Ele fomenta, estimula, ajuda, dá os instrumentos. Então é fundamental que o cidadão participe nos conselhos, nos fóruns de discussão da cultura porque ele traz a sua observação. Não só necessariamente aquele que faz a cultura, o artista ou o produtor cultural, mas também aquele que é usuário da cultura. Quanto mais aberto nós formos, melhor. E a área da cultura, até pela sua característica, precisa ser a mais aberta e fluida possível”, afirmou o governador.

Interação com internautas

No bate papo, que foi mediado pelo presidente do Escritório de Prioridades Estratégicas, André Barrence, e pelo escritor e produtor cultural Afonso Borges, além de apresentar as ações que o Governo de Minas vem desempenhando no setor cultural, Anastasia pode ouvir os anseios e as demandas dos cidadãos sobre a área. Iniciativa foi aprovada pelo governador.

“É uma experiência nova. Confesso que pela primeira vez participamos assim ao vivo de um bate papo com os internautas. E é muito interessante. Pena que o tempo é finito. Em uma hora conversamos muito sobre temas que foram muito variados. O tema escolhido da cultura é muito rico. O Movimento Minas quer ouvir o cidadão e é muito importante nós nos abrimos mais e tornamos o Governo mais transparente, com mais debates”, afirmou Anastasia.

Para Afonso Borges, essa é mais uma ação pioneira do Governo de Minas que deveria se espalhar pelo Brasil. “É legal porque tem a mão e a contramão. Os políticos tradicionais estão fugindo dos assuntos, não querem muito falar sobre os assuntos do país hoje. É uma alegria ver um governador que topa fazer uma interação como esta. Muita gente ainda não entendeu a importância disso”, destacou.

O presidente do Escritório de Prioridades, André Barrence, lembrou que a interação continua no Movimento Minas e afirmou que a intenção é cada vez mais atrair o cidadão para o debate. “Eu achei que foi muito bom. A gente conseguiu gerar a interação que a gente imaginava que era aproximar o com os cidadãos interessados em conversar sobre cultura do governador. A conversa continua aberta no Movimento Minas, outras conversas virão, já temos alguns desafios lançados e vamos certamente termos outros no ar aí em breve”, afirmou.

Desde que foi lançado, o Movimento Minas já realizou diversos momentos de diálogo entre representantes da administração pública e a sociedade civil. Qualquer pessoa pode propor conversas e temas e acompanhar as discussões acessando o site do projeto.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.