terça-feira, 3 de Fevereiro de 2015 12:11h

Defesa Civil divulga boletins diários sobre a seca

Estratégia foi adotada para dar maior transparência às informações, em função da situação de falta de água emergencial no Estado neste começo de ano

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) adotou um novo procedimento para a disponibilização de informações relacionadas à estiagem prolongada pela qual passa Minas Gerais neste início de 2015. Trata-se da retomada de divulgação, em seus Boletins Diários, dos dados referentes à situação de emergência por conta da falta de água nas cidades mineiras.

Nos boletins, o órgão já apresenta, diariamente, informações meteorológicas da capital e das principais regiões do Estado, com ênfase para as principais ocorrências na área de defesa civil em Minas Gerais e os municípios que se encontram em situações adversas. Como o quantitativo de chuvas previsto para esta época do ano não se confirmou como tendência, a decisão estratégica foi a de tornar a incluir também os dados relacionados à seca e os municípios que já decretaram estado de emergência, ampliando o monitoramento.

"A última referência à seca, em relatório, havia sido feita no Boletim de 22 de dezembro de 2014", destaca o secretário executivo da Cedec, tenente-coronel Ronilson Edelvan Caldeira. "Como, nesse momento, estamos tendo mais acompanhamentos de seca do que de chuva, houve a decisão de disponibilizar todos os dados para acompanhamento", explica.

Inversão de ocorrências

Minas Gerais fechou o último ano, segundo dados do Boletim de 22 de dezembro de 2014, o último com o registro sobre a seca no ano anterior, com 173 municípios com situação de emergência decretada em função da estiagem/seca.

Nestes primeiros dias do ano, em que a quantidade de chuvas costumava ser superior, o que se observa é a manutenção dos decretos de situação de emergência por conta da estiagem, com 118 municípios afetados, conforme o Boletim de 3 de fevereiro de 2015, desta terça-feira, o mais atual divulgado pela Cedec.

"Em 2015, tivemos, até agora, apenas cinco notificações de estado emergência em função das chuvas", observa o tenente-coronel Ronilson, chamando a atenção para a inversão das ocorrências no Estado. No Boletim de 3 de fevereiro de 2014, eram 101 os municípios que haviam decretado situação de emergência e dois os que se encontravam em estado de calamidade pública por conta do período chuvoso.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.