sexta-feira, 27 de Maio de 2011 10:47h Marciel Muniz

Delegacias de todo o Estado serão sobrecarregadas pelo excesso de ocorrências

Delegacias da Polícia Civil de todo o estado terão plantões centralizados

Depois de 15 dias passados desde o início da greve da Polícia Civil em todo o Estado, as delegacias tem operado apenas com plantões entre os delegados, atendendo somente flagrantes e homicídios. A greve iniciada no último 10 é realizada pela categoria em protesto por melhores condições de trabalho tanto na parte de serviço de logística como na parte estrutural das delegacias.

 

 

O governo de Minas Gerais decretou à cerca de um mês uma medida para que os agentes e delegados de Polícia Civil não ultrapassassem a carga horária de 40 horas semanais previstas por Lei.

 

De acordo com informações da Delegada Regional da 21ª Polícia Civil Aparecida Dutra Quadros o município continua funcionando normalmente, atendendo as cinco outras cidades dispostas em sua jurisdição. A delegada ressaltou que em muitas delegacias os plantões centralizados já ocorrem de forma comum, e que a mudança em nada afetará a delegacia de Divinópolis.

 

 

Segundo informações do sindicato da categoria o novo esquema de funcionamento vai fechar cerca de 70% das delegacias de todo o Estado que atendem fora do expediente normal. A centralização dos plantões é determinada pela Lei Complementar 84/2005, que limita a duração da jornada dos policiais à 40 horas por semana. Mas devido ao número reduzido de funcionários, especialmente no interior, servidores chegavam a trabalhar por até 70 horas, no mesmo intervalo, segundo o sindicato.

 

As informações revelam que entre os 853 municípios do estado apenas 67 possuem delegacias com funcionamento após as 18 horas e aos finais de semana. A assessora do departamento de comunicação do sindicato Renata Queiroz destacou que a medida adotada pelo governo não é apoiada pelo Sindepol. “Essa foi uma solução encontrada pela categoria para que com a falta de efetivo em todo o Estado, os funcionários não ultrapassassem a carga horária de 40 horas semanais, pois isto estava acontecendo com grande frequência na maioria das delegacias” explicou Renata.

 

 

A assessora também destacou que a população poderá ser prejudicada, pois pode ocorrer um aumento na criminalidade devido ao deslocamento de agentes para outras regiões para cobrir ocorrências durante seus plantões.

 

 

Representantes do Sindepol voltarão a reinvidicar seus direitos na assembleia geral no dia 08/06/2011 quarta-feira às 14hs na Praça da Liberdade  em Belo Horizonte.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.