quinta-feira, 30 de Abril de 2015 13:56h

Dia do Trabalhador é comemorado com música e piquenique na Cidade Administrativa

Iniciativa integra compromisso do Governo de Minas Gerais com humanização do espaço, que também terá creche, restaurante popular e academia de ginástica

Toalhas coloridas, balaios com frutas, bolos e outras guloseimas coloriram o gramado na primeira comemoração do Dia do Trabalhador na Cidade Administrativa, nesta quinta-feira, 30/4.  A grama, que antes só  decorava a paisagem, tornou-se um espaço de convivência e liberdade para os trabalhadores. A humanização do local, que abriga milhares de pessoas, é uma antiga reivindicação dos servidores públicos e tornou-se um dos principais compromissos do Governo de Minas Gerais, simbolizado na iniciativa de hoje.
“Hoje derrubamos a cerca invisível que existia aqui. Queremos fazer da Cidade Administrativa a cidade do servidor”, afirmou o secretário do Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães. O secretário aproveitou a festa para anunciar o Plano de Humanização da Cidade Administrativa, um conjunto de ações para melhorar a qualidade de vida dos servidores, que passam a maior parte do dia no local.
Segundo o secretário, o governo vai criar espaços para leitura e descanso no horário de almoço em cada andar dos edifícios existentes no local. O novo prédio que está sendo construído no complexo, e que serviria apenas para abrigar a parte burocrática da Cidade Administrativa, também vai ser um espaço dos trabalhadores, com a implantação de um restaurante popular, creche para os filhos de mais de 400 servidoras e academia de ginástica. Outra proposta do governo mineiro para os trabalhadores da Cidade Administrativa é a implantação de mais linhas de ônibus que atendam os servidores que saem de todos os bairros da cidade. “Já estamos conversando com a BHTrans para que  o MOVE – transporte rápido por ônibus - saia da Cidade Administrativa em direção ao Centro de BH ou faça baldeações  nos bairros próximos daqui”, diz Helvécio.

Leveza e novas amizades
O ponto alto da festa foi a participação dos servidores, que prepararam verdadeiros banquetes nas toalhas estendidas ao longo do gramado. Quem participou da festa saiu com a sensação de que o espaço nunca mais será abandonado. Simone Faria, servidora da Secretaria de Saúde, chegou sozinha ao evento e, aos poucos, se enturmou com colegas que estavam próximos a ela, com direito a um pedaço de bolo e novos amigos. Funcionária há 30 anos do Estado, ela conta que nunca viu um evento com tanta leveza e interação. “Esse governo começou bem. Essa festa é uma espécie de saúde mental para o servidor e deve acontecer sempre, porque a gente fica tão presa dentro dos prédios que esquece que aqui  fora existe  sol”.
Cerca de 50 funcionários da Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab-MG) formavam um dos grupos mais animados e se esbaldaram no piquenique. Adriana Gonçalves, que organizou a “turma da Cohab”, conta que eles  já são  conhecidos pela participação nas festas. “Estou adorando tudo isto. É uma forma de aproximar quem está longe e conhecer novas pessoas”.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.