sexta-feira, 23 de Dezembro de 2011 12:59h Flaviane Oliveira

Divinópolis ocupa 20º lugar na lista da evolução do emprego formal no estado

Foram gerados 2455 novos empregos no município em novembro

Nessa semana o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) divulgou as informações quanto à taxa de trabalhadores contratados e demitidos no estado. Já na séries de ajustes, nos últimos 12 meses, foi verificado acréscimo de 5,22% no nível de emprego, totalizando um aumento de 201.556 postos de trabalho em todo o estado de Minas.
De acordo com o Ministério do Trabalho, na lista dos 100 municípios com mais de 30 mil habitantes, no mês de novembro, o município de Divinópolis ficou em 20º lugar, totalizando 2455 contratações, contra 2288 desligamentos, gerando um saldo positivo de 167 novos postos de trabalho. Enquanto isso, a cidade de Nova Serrana ocupa o 99º posto no ranking, totalizando 902 novas contratações e um total de 1602 demissões,  que gera uma redução total de 700 postos de trabalho na cidade mineira.

NOVEMBRO POSITIVO
No mês de novembro, segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) foram criados 5.825 novos empregos no estado mineiro, gerando uma expansão de 0,14% em relação ao mês anterior. A expansão foi registrada devido ao crescimento significativo no setore do comércio que registrou um aumento de 12.646 empregos e o setor de serviços, acumulando mais 10.606 postos.
Já a construção cívil apresentou diminuição de 7.597 postos e de acordo com o Ministério do Trabalho essa redução se deve principalmente as atividades ligadas à construção de rodovias e ferrovias, que suprimiram 2.622 postos, bem como as atividades ligadas à construção de edifícios que apresentou redução de 2.450 postos e da Agropecuária que reduziu 6.213 postos de emprego, influenciada pela presença de fatores relacionados ao cultivo de café com redução de 2.567 postos, e as atividades ligadas ao cultivo da cana de açúcar que reduziu 2.145 postos de trabalho.

GERAL
No período de janeiro de 2003 a novembro de 2011, tomando como referência os dados da RAIS (que abrange Celetistas e Servidores Públicos Federais, Estaduais e Municipais) e do Caged, foram gerados 17.705.195 empregos formais.
O Brasil gerou 2.320.753 postos de trabalho com registro em carteira entre os meses de janeiro a novembro deste ano, equivalentes a expansão de 6,46% em relação ao estoque de empregos de dezembro de 2010. Segundo informações do CAGED, na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos primeiros onze meses desse ano, houve geração de 253.809 postos, o que siginifica um aumento de 6,67%. O Ministério do Trabalho considera que esse é o segundo melhor desempenho da Região Sudeste e do País, sendo superado apenas pelo observado em São Paulo (+693.124 postos). 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.