terça-feira, 9 de Dezembro de 2014 09:22h

Educadora mineira é uma das vencedoras do Prêmio Professores do Brasil

Soraya Amaral Nantes de Castilho está entre os 39 educadores de todo o país que se destacaram na iniciativa do Ministério da Educação

Fruto da parceria entre alunos e educador, é assim que a professora de Química do 3º ano do ensino médio, Soraya Amaral Nantes de Castilho, descreve o projeto ‘Ditão em ação: Descarte Correto de Pilhas e Baterias’. A iniciativa que é desenvolvida na Escola Estadual Benedito Ferreira Calafiori, em São Sebastião do Paraíso, no Sul de Minas, é uma das 39 escolas do país que se destacaram na 8ª edição do Prêmio Professores do Brasil, do Ministério da Educação.

O projeto começou com a pesquisa dos alunos, que buscaram informações sobre o descarte correto das pilhas, doenças que podem ser causadas e do que o objeto é formado. Depois disso, foi o momento de iniciar a parte prática. “Os alunos viram que o descarte da pilha tem que ser diferenciado. Então resolvemos montar um projeto para conscientizar toda a comunidade sobre o descarte correto”, conta Soraya.

O primeiro passo foi montar postos de arrecadação. “Os alunos fizeram ‘papa-pilhas’ com garrafas pets, galões de água, entre outros e colocaram em supermercados, escolas e outros locais da região. Depois eles conscientizaram os moradores com panfletos e visitaram escolas do bairro”, ressalta a educadora.

O próximo passo era descobrir o que fazer com as pilhas arrecadadas e depois de muita pesquisa eles descobriram que existe uma empresa em São Paulo que faz a reciclagem de pilhas, como explica Soraya. “Nesse lugar eles utilizam praticamente tudo da pilha. O que tem dentro, eles transforma em tintas para vidros e pisos. Já os metais ganham novos usos”.

Na comunidade o projeto tem alcançado seus objetivos e hoje todo mundo sabe como deve ser feito o descarte correto das pilhas. “Em 2013, arrecadamos 500 quilos de pilhas e por meio de uma parceria com os Correios enviamos tudo para a empresa em São Paulo. O projeto não para. Todos os anos vamos realizar com uma turma diferente, porque percebi que está dando resultado”, conclui a educadora.

O Prêmio

Ao todo, 39 professores da educação básica de todo o país venceram a oitava edição do Prêmio Professores do Brasil. As experiências pedagógicas desenvolvidas por eles em suas escolas foram selecionadas entre os 6.808 projetos inscritos por educadores de 824 municípios. Eles representam escolas de 18 estados e do Distrito Federal. A entrega do prêmio será em 11 de dezembro, em São Paulo.

A seleção de 2014 contempla professores das cinco regiões, sendo que a região Sul é a única que tem vencedores nos três estados; o Nordeste tem premiados de seis estados, o Norte de cinco, o Centro-Oeste, de três, e o Sudeste é representado por São Paulo e Minas Gerais. A região Norte teve sete experiências reconhecidas e as demais regiões, oito cada.

Os trabalhos selecionados concorreram em duas categorias. A categoria temas livres foi dividida em quatro subcategorias – educação infantil, anos iniciais do ensino fundamental, anos finais do ensino fundamental e ensino médio; a categoria temas específicos também contou com quatro subcategorias – ciências para os anos iniciais do ensino fundamental, alfabetização nos anos iniciais do ensino fundamental, educação integral e integrada, e educação digital articulada ao desenvolvimento do currículo.

O projeto desenvolvido por Soraya Amaral Nantes de Castilho se destacou na subcategoria Ensino Médio. Para a educadora ter seu trabalho premiado é uma conquista. “Fiquei muito feliz, porque vamos dar visibilidade a esse projeto. Como é um prêmio nacional vou levá-lo para além das fronteiras do município e mostrar para as pessoas como deve ser feito o descarte correto das pilhas”, conclui.

Cada um dos 39 educadores, independente da categoria, receberá um prêmio de R$ 6 mil em dinheiro, troféu e certificado. Os primeiros colocados nas quatro subcategorias de temas livres e nas quatro de temas específicos – ao todo, oito experiências – receberão um adicional de R$ 5 mil. Os vencedores do prêmio extra serão conhecidos dia 11 de dezembro, durante a cerimônia, em São Paulo.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.