terça-feira, 26 de Maio de 2015 13:20h

ELEIÇÃO DOS COMITÊS PROMETE APRIMORAR LEITE PELA VIDA

Com o objetivo de fortalecer o programa “Um Leite pela Vida” e garantir mais eficiência às ações, o sistema Sedinor/Idene está mobilizando todos os 193 municípios atendidos pelo programa para a retomada dos comitês gestores

Nesta terça-feira (26/05) o município de Montes Claros vai eleger os membros que serão responsáveis por acompanhar, monitorar e avaliar toda a execução do Programa. O grupo também vai validar os cadastros dos beneficiários e implantar campanhas de cooperação solidária na região.

Até agora 98% dos municípios que estão em processo de reestruturação dos comitês já possuem seus representantes. Com a eleição dos novos representantes serão apresentadas as competências do comitê, bem como, a estrutura de funcionamento local e regional e os aspectos gerais do programa. A ideia é que o Comitê busque representar, de forma igualitária, todas as áreas envolvidas, em busca de levar o leite onde não tem chegado.

A determinação para que fosse feita esta reformulação partiu do secretário da Sedinor, Paulo Guedes, e do diretor-geral do Idene, Ricardo Campos. De acordo com o diretor, essa é uma maneira eficaz de conhecer a real situação do Leite pela Vida. “Queremos fortalecer o Programa. Através dos comitês, a população terá como controlar, de forma direta e efetiva, as ações na sua comunidade”, afirma.

A votação será feita por representantes do Idene, da Prefeitura Municipal de Montes Claros, do Programa Saúde da Família, do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), da Secretaria do Estado da Educação, do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e o de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS), do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, dos laticínios, dos produtores de leite, dos beneficiários e de seguimentos religiosos.

Os comitês em Montes Claros já haviam sido formados, mas não estavam funcionando de forma eficiente. A intenção é que o grupo avalie cada problema enfrentado, desde a aquisição até a entrega do leite.

Dados do programa

O Leite pela Vida é uma parceria entre o Sistema Sedinor/Idene e o MDS. O programa beneficia crianças entre 2 e 7 anos de idade, nutrizes até seis meses após o parto, gestantes e idosos a partir de 60 anos de idade. Cada beneficiário recebe um litro de leite, por dia. A entrega é feita três vezes por semana, em 307 pontos nos municípios atendidos pelo programa.

Além de promover o combate à desnutrição e a mortalidade infantil, o Leite pela Vida beneficia 4.587 produtores rurais e 28 laticínios, gerando renda nas regiões Norte e Nordeste de Minas. Atualmente, o Governo Estadual repassa o valor de R$ 1,67 por litro de leite, sendo que R$ 0,97 são pagos aos produtores e R$ 0,70 para os laticínios responsáveis pela captação, beneficiamento e distribuição do leite.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.