terça-feira, 21 de Agosto de 2012 13:39h Gazeta do Oeste

Em greve, policiais federais abandonam rodovias mineiras

As rodovias que cortam Minas Gerais viraram terra sem lei desde a manhã desta terça-feira (21). Em greve, policiais rodoviários federais afirmam que só atendem casos de acidente com vítimas. A categoria decidiu pela paralisação durante assembleia na tarde de segunda-feira (20).

 

 

Por causa das greve, não há fiscalização nos postos, deixando as portas abertas para a entrada de drogas e bandidos vindos de outros estados. Além de ficar mais fácil sair do Estado com veículo e cargas roubados. 

 

De acordo com o Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais, desde meia-noite, os policiais cruzaram os braços e paralisaram as atividades, mantendo apenas 30% do efetivo para atender ocorrências com vítimas fatais e lesionados.

 

 

As atividades de fiscalização nas rodovias vão ficar abandonadas e os registros de boletins de ocorrência ficarão suspensos. De acordo com a assessoria, está é a primeira greve realizada pela categoria desde os 84 anos de sua criação. Os agentes pedem uma reposição das perdas salariais, pois existe uma defasagem desde 2008.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.