terça-feira, 3 de Fevereiro de 2015 12:01h

Em volta às aulas, comunidade escolar apresenta expectativas para o ano letivo de 2015

Ano letivo começou nas mais de 3,6 mil escolas estaduais. Profissionais da educação em Minas Gerais já traçam planos para melhorar o aproveitamento dos alunos

Mais de 2,17 milhões de alunos voltaram a circular, nesta terça-feira (03), nas dependências de 3.654 escolas da rede estadual de ensino. Com 200 dias letivos pela frente, o desejo de uma trajetória bem sucedida no que se refere à aprendizagem é compartilhado por todos da comunidade escolar.

No Triângulo Mineiro, a diretora da Escola Estadual Professor Álvaro Brandão de Andrade, Andrea Nascimento Vilela, conta sobre as boas vindas dadas aos alunos. “Fizemos muitos cartazes e os professores prepararam uma aula diferente com músicas. Alguns estão levando os alunos para conhecerem as dependências da escola que foi toda reformada”. A escola atende a 387 alunos do ensino fundamental no município de Ituiutaba.

Já em relação à sequência dos trabalhos, a diretora não esconde o otimismo. “A expectativa para este ano é muito boa. Estamos acreditando muito nesse novo governo. A nossa meta é trabalhar melhor que o ano passado. Nossa escola só tem crescido nas avaliações externas e no número de alunos. Pretendemos continuar oferecendo uma educação de qualidade e continuar crescendo cada vez mais”, conclui Andrea.

Na Escola Estadual Menino Jesus de Praga, em Belo Horizonte, o início das atividades envolveu cerca de 1.600 alunos dos ensinos Fundamental e Médio. Para atrair a atenção dos estudantes durante as aulas de Biologia, a professora Luciana Olioze Ferreira Fraga planeja muitas atividades práticas a partir de aulas no laboratório de Ciências. “Estou otimista. Espero que tenhamos um ano positivo, com alunos receptivos. Este ano quero trabalhar mais no laboratório e utilizar recursos que ele tem, como os microscópios. É bom tirar o estudante da sala de aula, sair da mesmice, pois quando colocamos o aluno para realizar as atividades nós percebemos um resultado melhor”, explica Luciana, a partir dos seus 15 anos de experiência na profissão.

Além das atividades práticas, a professora que leciona para alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e 3º ano do ensino médio quer investir na preparação dos estudantes para avaliações educacionais que serão realizadas durante o ano letivo. “Quero investir na preparação dos alunos para as avaliações externas e, no caso específico do 3º ano, na preparação para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio)”, adianta.

No Vale do Jequitinhonha, o retorno às aulas também veio com expectativas para a estudante Fabiana Gonçalves Gomes. Aluna da Escola Estadual Professor Antônio Gomes Moreira, em Joaíma, Fabiana deseja ter uma boa base de estudos para seu último ano na Educação Básica. “As expectativas são sempre as melhores. Quero ter um bom ano de estudo e aprender bastante e para isso quero contar com a colaboração de todos os professores e os colegas”, enfatiza.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.