segunda-feira, 8 de Dezembro de 2014 05:28h

Emater-MG completa 66 anos com atendimento a 400 mil famílias de agricultores no Estado

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais, a primeira do setor no país, está presente em 93% dos municípios mineiros

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG) completa 66 anos de existência neste sábado (06/12) - Dia do Extensionista Rural - e se consolida como referência em todo o país na sua área de atuação. Ela foi a primeira empresa do setor no Brasil e, hoje, está presente em 789 municípios, o que corresponde a 93% do Estado.


Os escritórios da Emater-MG garantem o atendimento a 400 mil famílias de agricultores. Em média, os agricultores familiares atendidos pelo serviço de assistência técnica têm renda quatro vezes maior que os demais. Isso significa ganho de produtividade e melhoria de vida da população. Além dos serviços de assistência técnica, a Emater-MG desenvolve programas e projetos que geram resultados ambientais, sociais e econômicos.

Solenidade comemorativa

Na sexta-feira (05/12), na sede da Empresa, foi realizado um evento para celebrar o aniversário, mas também para a entrega de medalhas e diplomas por tempo de serviço a funcionários de 40, 30, 35, 25 e 20 anos de casa. Entidades e órgãos parceiros da empresa também foram homenageados, por meio de seus representantes, com a placa “Parceiro Destaque”, em reconhecimento a trabalhos desenvolvidos com a Emater-MG.

Outra atividade do evento foi a entrega a extensionistas da empresa, das chaves de quinze novos veículos Sandero, quatro portas, com ar condicionado. Os carros, adquiridos por meio de convênio com o Ministério da Pesca e Aquicultura, serão utilizados em serviços prestados pela Emater-MG a aquicultores e pescadores artesanais do Estado mineiro.

Além de funcionários e parceiros da Emater-MG, marcaram presença na cerimônia, o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, André Merlo, o presidente da Casa e da Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer), José Ricardo Roseno, entre outras autoridades, lideranças dos setor e demais convidados.

Falando em nome do governador Alberto Pinto Coelho, o secretário André Merlo ressaltou a boa gestão da empresa, vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Segundo Merlo, a Emater-MG é uma inspiração para outros serviços de extensão rural do país. “Em outros estados as empresas de extensão rural sucumbiram por problemas de gestão, enquanto a Emater-MG é modelo no trabalho de assistência ao produtor rural”, frisou. O secretário foi contemplado com a placa Parceiro Destaque, recebendo a homenagem das mãos do presidente José Ricardo Roseno.

Já o presidente José Ricardo Roseno exaltou as conquistas e resultados da empresa nos últimos 66 anos. “Temos orgulho de celebrar, pois a Emater é uma empresa sólida e que tem credibilidade, sendo capaz de se reiventar diariamente para superar os desafios da atualidade com otimização de recursos, pois conta com uma equipe de profissionais engajados”. Roseno lembrou que as principais políticas dos governos municipais, estadual e federal são integradas e executadas pela empresa mineira. “A empresa é fonte para informações oficiais que subsidiam planos de Governo”, argumentou, lembrando o Sistema de Safra Agrícola da Casa, recentemente restruturado para ajudar administrar programas e ações estratégicas como ICMS Solidário e Crédito Rural.

Conheça, a seguir, os principais programas desenvolvidos pela Empresa.

Minas Sem Fome

Com o Programa Minas Sem Fome foram beneficiados, nos últimos dois anos, 250 mil agricultores com projetos de horticultura, avicultura, apicultura, abastecimento de água e outros. O Minas Sem Fome é um programa do Governo de Minas, gerenciado pela Emater-MG, com o objetivo de implementar ações que contribuam para a inclusão da população de baixa renda no processo produtivo, especialmente agricultores familiares.

O programa incentiva a produção de alimentos, agregação de valor e geração de renda, visando à melhoria das condições de segurança alimentar e nutricional. A Emater–MG é responsável pela mobilização dos agricultores, assistência técnica, compra e distribuição dos insumos.

Certifica Minas Café

Na cafeicultura, a Emater-MG desenvolve o programa Certifica Minas Café, em conjunto com a Secretaria de Estado de Agricultura, Agropecuária e Abastecimento (Seapa) e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). A Emater-MG orienta os produtores para a adequação das propriedades às boas práticas agrícolas em todos os estágios da produção, atendendo também normas ambientais e trabalhistas reconhecidas internacionalmente.

No final do processo, a propriedade passa por uma auditoria independente e recebe um certificado. Atualmente, Minas conta com 1633 propriedades certificadas em 214 municípios. O Estado é o maior produtor nacional de café e responde por cerca de 50% da safra brasileira.

Minas Leite

Minas também é o principal produtor brasileiro de leite. Nesta área, a Emater-MG desenvolve o Minas Leite. O programa investe na qualificação gerencial e técnica das propriedades, gerando ganhos econômicos, sociais e ambientais. São priorizadas propriedades com produção de até 200 litros de leite/dia.

Atualmente, o programa conta com 1160 propriedades cadastradas, distribuídas em 386 municípios. Cada propriedade atendida pelo Minas Leite serve de modelo para outras dez propriedades vizinhas, o que garante um efeito multiplicador das ações do programa.

PNAE e PAA

A Emater-MG também orientou, nos últimos dois anos, 17 mil agricultores para fornecimento de produtos ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O PNAE é um programa do governo federal que estabelece que 30% dos recursos para a merenda escolar sejam destinados à compra de gêneros alimentícios produzidos por agricultores familiares. Já no PAA, os produtos da agricultura familiar são adquiridos pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e distribuídos para creches, asilos, escolas públicas e instituições assistenciais.

Centros de Comercialização e Capacitação

O trabalho desenvolvido pela Emater-MG também proporcionou a inauguração dos Centros de Qualidade do Queijo Minas Artesanal de Medeiros e do Rio Paranaíba, do Centro Vocacional Tecnológico da Agricultura Familiar de Ponto dos Volantes e do Centro de Comercialização da Agricultura Familiar de São Francisco. São espaços estruturados graças a diversas parcerias desenvolvidas pela Emater-MG e que possibilitam a capacitação e a venda dos produtos regionais pelos agricultores familiares.

Brasil Sem Miséria

A Emater-MG também tem importante atuação no programa Brasil Sem Miséria, dos ministérios de Desenvolvimento Agrário (MDA) e de Desenvolvimento Social (MDS). Ela faz o diagnóstico e o planejamento de projetos produtivos das famílias que podem ser beneficiadas, além de orientar a execução dos mesmos. Cerca de 8,2 mil famílias, com renda de até R$ 77 mensais por pessoa, já foram assistidas pela Emater-MG. O MDA repassa os recursos a fundo perdido para a elaboração de projetos produtivos que gerem renda para as famílias.

Projeto Jaíba

O Perímetro de Irrigação do Projeto Jaíba, no Norte de Minas, está localizado entre o rio São Francisco, onde ocorreu o desvio para abastecer os canais, e o rio Verde Grande. A região se destaca como importante polo produtor de fruticultura, principalmente de banana, limão e manga. A área do projeto tem aproximadamente 1.830 pequenos produtores, que recebem assistência técnica da Emater-MG, além de 90 médios produtores e 55 empresários. A atual área irrigada do projeto, incluindo as etapas I e II, é de aproximadamente 20 mil hectares.

Preservação do Rio São Francisco

Uma das principais ações da Emater-MG na área ambiental é a de preservação da sub-bacia hidrográfica do Rio São Francisco, desenvolvida em parceria com a Ruralminas e Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). Foram beneficiados 56 municípios, com a construção de barraginhas - para captação da água da chuva - terraços e proteção de nascentes. O investimento da Emater-MG no trabalho foi de aproximadamente R$ 1,5 milhão.

Capacitação

A Emater-MG também irá proporcionar a capacitação de 400 técnicos com o curso de pós-graduação a distância em Extensão Ambiental para o Desenvolvimento Sustentável. Nunca um número tão grande de extensionistas da empresa cursou, simultaneamente, uma especialização com carga horária de 360 horas.

Infraestrutura

Para possibilitar a excelência e a abrangência do atendimento aos agricultores do Estado, a Emater-MG fez grandes investimentos em infraestrutura nos últimos anos. Em 2014, a empresa renovou mais de 30% da sua frota, com a aquisição de quase 400 veículos. Também neste ano, foram adquiridos 640 notebooks para o trabalho dos técnicos e dezenas de projetores multimídia e impressoras. O sistema de telefonia da empresa também foi modernizado.

Emater-MG em números:

- Municípios atendidos: 789 (93% do Estado)
- Agricultores atendidos: 400 mil famílias
- Programa Minas Sem Fome: 250 mil agricultores
- Programa Certifica Minas Café: 1633 propriedades em 214 municípios
- Programa Minas Leite: 1160 propriedades em 386 municípios
- PNAE e PAA: 17 mil agricultores
- Brasil Sem Miséria: 8,2 mil famílias até novembro
- Projeto Jaíba: 1.830 produtores atendidos
- Preservação da sub-bacia do São Francisco: 56 municípios
- Pós-graduação a distância: 400 técnicos na área ambiental
- Veículos: cerca de 400 unidades adquiridas
- Notebooks: 640 unidades adquiridas

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.