terça-feira, 11 de Outubro de 2016 13:17h Emater-MG

Emater-MG divulga lista dos classificados na primeira etapa do Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais

Segunda etapa irá contar com 78 cafés concorrentes

A Emater-MG divulgou a lista dos classificados na primeira etapa do 13º Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais. Das 1.758 amostras inscritas na competição, 78 foram selecionadas para a segunda fase. Representantes das quatro regiões produtores de Minas continuam na disputa que irá escolher o melhor café de 2016. São elas: Sul de Minas, Chapadas de Minas, Cerrado Mineiro e Matas de Minas. A lista pode ser consultada no site www.emater.mg.gov.br e está em ordem alfabética com o nome dos produtores.

Só foram selecionados para a próxima fase os cafés que atingiram o mínimo de 84 pontos, de acordo com as normas da Associação Americana de Cafés Especiais (SCAA). As análises foram feitas no Centro de Excelência do Café, em Machado, no Sul de Minas, por 16 especialistas de empresas públicas e privadas. O 13º Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais é promovido pela Emater-MG, Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Universidade Federal de Lavras (Ufla), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas e a Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Faepe).

Todos os produtores selecionados para a segunda etapa precisam entregar a contraprova das amostras até o dia 20 de outubro no Instituto Federal Sul de Minas – Campus Machado. Antes disso, é necessário depositar 10 sacas (60kg) do café concorrente nos armazéns credenciados pela comissão organizadora. Todos as sacas serão adquiridas pela empresa Atlântica Exportação e Importação LTDA, conforme licitação promovida pela Faepe. Junto da contraprova, os produtores devem entregar um termo de compromisso da venda e de depósito das sacas de cafés nos armazéns credenciados. Os endereços para as entregas, o modelo do termo de compromisso e o regulamento do concurso também estão disponíveis no site da Emater-MG.

O concurso ainda conta com mais duas etapas de análises físicas e sensoriais. Este ano, a novidade é a inclusão da avaliação socioambiental na etapa final das análises. Os 24 melhores cafés que chegarem à última fase serão pontuados também neste quesito que inclui, por exemplo, a proteção de nascentes da propriedade, preservação de mata ciliar dos cursos d'água, contratação de trabalhadores com carteira assinada, entre vários outros.

A análise socioambiental terá peso de 5% na avaliação final. Para comprovar as boas práticas de produção, o cafeicultor poderá apresentar alguma certificação reconhecida no mercado. Caso não possua a certificação, um técnico da Emater-MG irá até a propriedade para fazer a conferência.

O resultado final da competição será anunciado em novembro. Mais informações sobre o concurso também podem ser obtidas pelo telefone (35) 3821-0010.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.