terça-feira, 28 de Junho de 2011 11:12h Sarah Rodrigues

Empresas são beneficiadas pela Nota Fiscal Eletrônica

Processo possibilita gerenciamento e fidelização dos clientes

Quando o uso da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) se tornou obrigatório muitas empresas tiveram receio em como realizar as vendas. Hoje a ferramenta além de agilizar a comunicação entre empresas e a Secretaria da Fazenda, possibilita o gerenciamento dos negócios possibilitando a fidelização dos clientes.


A NF-e, ou Nota Fiscal Eletrônica, já é obrigatória, desde 2008, para alguns segmentos de mercado, em princípio, devendo abranger a todos, em etapas sucessivas. José Antônio da Silva, diretor da empresa Mais Soluções explica sobre o funcionamento do sistema. A princípio todas as indústrias são obrigadas a utilizarem Nota Fiscal Eletrônica, além daqueles que vendem para outros estados e repartições públicas. A Nota Fiscal Eletrônica é o envio das informações através de um programa que faz comunicação online diretamente com a Secretaria da Fazenda (Semfaz). “O vendedor emite a nota fiscal e as informações vão para a Semfaz que autoriza ou não a emissão. Uma vez a nota sendo autorizada, a impressão é liberada através do formulário”.


De acordo com Silva no início da implementação do sistema, as grandes empresas aderiram a NF-e com mais facilidade, mas todos os empreendimentos perceberam os benefícios acarretados com o uso da nota fiscal. “Existem vários benefícios, para as empresas existe o custo, que é muito menor já que não é preciso pagar blocos ou formulários contínuos”. O gerente ressalta que quando se iniciou o processo da NF as empresas grandes se ofereceram para utilizar primeiro devido à redução de custos, hoje a mudança reflete para todas. “E para o estado o benefício é a agilização das informações”, relatou.


A Administração Fazendária (AF) é o órgão que administra o uso das Notas Fiscais pelas empresas. De acordo com o gerente a falta de informação dos empresários é a dificuldade inicial para utilização do sistema.  “A dificuldade que as empresas têm é somente no início por não conhecerem o processo, pois como surgiu por obrigatoriedade, muitas empresas não estavam informatizadas para emitir a nota eletrônica, então tiveram que se adequar ao sistema”. José Antônio acrescenta que a Mais Soluções está apta a atender qualquer tipo de empresa quanto ao sistema que permite a comunicação entre o empreendimento e a Semfaz.

 

 

FIDELIZAÇÃO


Segundo a analista de Marketing, Fabiana Castro de Oliveira com o sistema de Nota Fiscal Eletrônica, as pequenas empresas principalmente, podem ter benefícios visíveis como o controle do cadastro de clientes, autonomia para os vendedores realizarem transações com desconto de maneira eficaz, que o sistema permite, além das ações de Marketing diretas. “O grande benefício hoje para as empresas, principalmente as pequenas é que terão um programa que antes eram somente para as maiores empresas. As empresas através da NF-e poderão ter um gerenciamento total da empresa deles, como o controle das taxas administrativas das operadoras de cartão de crédito, facilitar até o momento de dar desconto ao cliente”.


A analista enfatiza que através do sistema é possível realizar uma fidelização dos clientes. “As empresas têm um contato direto com o cliente, é muito mais do que a NF-e, é um sistema completo que antes era só possível para s grandes empresas, hoje é acessível para as pequenas e médias empresas”, avaliou.


José Antônio ressalta que as duas ações se completam, tanto o uso da NF-e quanto ao processo de interação com o cliente. “Uma ação é consequência de outra, os empresários se preparam para que as empresas possam trabalhar adequadamente conforme as exigências legais e em contrapartida precisam ter o controle da empresa para saber o que ocorre no mercado, até para não ocorrer perda. E nisso o sistema possibilita todas as informações em relatórios gerenciais para que a empresa saiba o que está fazendo e tenha margem de mercado”, observou o diretor.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.