sábado, 22 de Fevereiro de 2014 07:18h

Encontro em Almenara reúne 250 representantes da agricultura para discutir futuro do setor

Evento fez parte da série de encontros regionais, promovidos pelo Governo de Minas, para a criação de uma Agenda Estratégica para a agropecuária mineira até 2030.

A Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais e lideranças dos vales do Jequitinhonha e do Mucuri debateram nesta sexta-feira (21), em Almenara, o futuro da agropecuária na região. O evento fez parte da série de encontros regionais, promovidos pelo Governo de Minas, neste mês, para a criação de uma Agenda Estratégica com diretrizes para a agropecuária mineira até o ano de 2030.

O encontro regional em Almenara, realizado na Câmara Municipal, foi coordenado pelo secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Zé Silva. Cerca de 250 pessoas participaram do evento.

“Estamos abordando sete temas estratégicos para a agropecuária: alimentos, meio ambiente, pobreza, água, energia, segurança e educação. Baseados nestes eixos temáticos, avaliamos desafios e oportunidades para a região. A melhor resposta para desafios e exploração de potencialidades será a que emergir de forma coletiva, com a participação de todos os segmentos do setor agropecuário”, explica Zé Silva.

Durante as discussões, os representantes da agropecuária regional manifestaram o desejo de transformar a região do Vale do Jequitinhonha em polo de fruticultura. Eles também acreditam que a região tem potencial para mais investimentos em projetos de irrigação e esperam que sejam intensificadas as ações de regularização fundiária.

De acordo com a agricultora familiar Rosilene Vieira Barbosa, representante do Projeto de Assentamento Transval, o envolvimento dos pequenos produtores para a construção de uma agenda estratégica é de extrema importância. “Nos sentimos valorizados com o convite para participar dessas discussões. Temos certeza de que a agricultura familiar tem muito a contribuir para o desenvolvimento regional”, afirma.

No encontro com as lideranças, o secretário Zé Silva também informou sobre as reinvindicações entregues ao governo federal para amenizar a situação dos produtores rurais atingidos pela seca. A longa estiagem deve comprometer 21% da safra de milho e 11% da safra de feijão do Estado.

“Após as reuniões que tivemos em Brasília nesta semana, ficou acertada a criação de um grupo técnico para fazer um levantamento detalhado da situação em Minas Gerais. Em seguida, serão decididas as medidas que serão tomadas. Entre as nossas reivindicações está a renegociação das dívidas dos agricultores e pecuaristas que tiveram prejuízos provocados pela longa estiagem”, disse o secretário.

Foram programados sete encontros regionais pelo Estado. Além da etapa de Jequitinhonha/Mucuri (Almenara), já foram realizados os encontros nas regiões do Triângulo Mineiro (Uberaba) e Noroeste/Alto Paranaíba (Unaí). Para a próxima semana, estão programadas as etapas nas regiões Norte (Montes Claros); Vale do Rio Doce/Zona da Mata (Governador Valadares); Central e Centro-Oeste (Divinópolis) e Alfenas (Sul de Minas).

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.