sexta-feira, 5 de Junho de 2015 10:15h

Escolas mineiras desenvolvem ações com foco na preservação ambiental

Inspiração neste Dia Mundial do Meio Ambiente, escolas da rede estadual estimulam a destinação correta de resíduos e incentivam reaproveitamento de materiais

Nesta sexta-feira (5/6), é comemorado o “Dia Mundial do Meio Ambiente”. A data, criada em uma Conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) em 1972, surgiu para fazer uma reflexão sobre a degradação que o homem tem causado ao meio ambiente e os riscos para sua sobrevivência. Nas escolas da rede estadual de ensino de Minas Gerais, a premissa de que as pequenas ações podem mudar o mundo e que trazem benefícios para o meio ambiente é constantemente trabalhada com os alunos.

Pensando assim, a professora de Geografia da Escola Estadual Professor Soares Ferreira, em Barbacena, Letícia das Mercês Silveira Costa, desenvolve o projeto “Sabão Ecológico”. A iniciativa, que é desenvolvida há cinco anos, consiste em conscientizar a comunidade sobre o descarte correto do óleo de cozinha e produzir sabão a partir desse material.

“Muitas pessoas não sabem dos danos que o descarte incorreto do óleo de cozinha é capaz de gerar. É importante mostrar que alguns problemas ambientais podem ser evitados com pequenas ações”, conta a idealizadora do projeto. A produção do sabão é feita durante as aulas e o óleo utilizado é doado pela comunidade.

Desde que o projeto teve início, a educadora já percebeu uma mudança de postura dos alunos. “Eles sabem como deve ser feito o descarte correto e muitos alunos me procuram falando que o óleo já está separado”, ressalta Letícia.

A preocupação com o meio ambiente foi um dos motivos que levaram o estudante, Igor de Paula Elias, do 3º ano do ensino médio da Escola Estadual Professor Soares Ferreira, a conscientizar seus familiares . “A realização do projeto nos mostrou os perigos de jogar o óleo fora de qualquer jeito. Hoje sei os impactos que traz para o meio ambiente e já falei para a minha família. Estamos fazendo certinho e não estamos jogando o óleo na pia”, concluiu.

Em julho, a professora Letícia das Mercês Silveira Costa irá participar do “III Congresso Internacional de Educação Ambiental dos Países e Comunidade de Língua Portuguesa”, em Portugal. O evento tem como objetivo proporcionar o intercâmbio de experiências ligadas à Educação Ambiental desenvolvidas por regiões e comunidades falantes da Língua Portuguesa. Por conta do projeto “Sabão Ecológico”, Letícia foi convidada para participar do congresso e das reuniões setoriais promovidas pela comissão organizadora.

Meio ambiente e revitalização do espaço escolar

Na Escola Estadual Pedro de Alcântara Nogueira, em Ribeirão das Neves, materiais reciclados são utilizados para a revitalização do espaço escolar. “É um trabalho de organização de pequenos espaços da escola. Estamos construindo bancos com pneus, uma horta vertical com garrafas pet e fazendo o plantio de mudas”, conta a professora de Biologia, Márcia Aparecida Silva.

Para a iniciativa, é feito todo um trabalho de conscientização ambiental. “Durante o processo, fizemos oficinas com os alunos e discutimos que o que podemos fazer para cuidar do meio ambiente, uma das coisas é a reciclagem e a reutilização de materiais. É isso que estamos fazendo na nossa escola”, finalizou Márcia.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.