segunda-feira, 18 de Junho de 2012 10:34h Gazeta do Oeste

Está em licitação reconstrução de áreas em Muriaé

Em Muriaé está em fase de licitação a reconstrução das áreas afetadas pela inundação do início do ano. Segundo a Secretaria de Obras Públicas, as obras vão ser iniciadas no próximo mês.

Em Muriaé está em fase de licitação a reconstrução das áreas afetadas pela inundação do início do ano. Segundo a Secretaria de Obras Públicas, as obras vão ser iniciadas no próximo mês.

 

Na casa da comerciante Maria Aparecida Dias, a marca da água ainda está na parede. Há 40 anos morando no bairro José Cirilo, nunca tinha visto uma enchente como a do inicio do ano. A cheia atingiu o segundo andar onde mora a comerciante Maria Lúcia de Oliveira.

 

Em janeiro choveu em Muriaé quase três vezes de todo o esperado para o mês. O rio que corta a cidade chegou a cinco metros acima do nível normal e 4 mil pessoas ficaram desalojadas ou desabrigadas. Para a população, as cheias do inicio do ano foram agravadas pela diminuição do leito do rio Muriaé. Situação que fica ainda mais evidente à medida que se aproxima do centro da cidade.

 

Na região Central, muitas construções estão bem próximas às margens. Em janeiro, a água cobriu parte da Avenida Beira Rio e destruiu encostas. A casa do servidor público Ricardo da Silva não está próxima, fica a metros do leito, mas nem isso impediu que ela ficasse embaixo d'água. Para ele, o problema é outro: aterro e falta de limpeza.

 

Já está em fase final uma licitação para realização de obras de reconstrução de ruas e muros de contenção destruídos pelas chuvas em diversos pontos da cidade, alem de duas pontes na zona rural. A verba de mais de R$8 milhões já foi liberada pelo Ministério da Integração Nacional.

 

A prefeitura busca agora recursos para uma obra de dragagem do rio, para diminuição do assoreamento e a retirada de pedras que deixam o município mais suscetível às cheias. Mas a secretaria reconhece que para diminuição dos riscos será preciso também realizar a retirada de famílias ribeirinhas.

 

 

 

 

MEGAMINAS

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.