terça-feira, 26 de Abril de 2016 12:43h Agência Minas

Estado abre inscrições para contratação temporária de 381 brigadistas

Efetivo extra vai integrar força-tarefa Previncêndio, responsável pela conservação de parques e demais áreas de proteção ambiental

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) abriu processo seletivo para a contratação temporária de 377 brigadistas e quatro líderes regionais de brigada para atuarem na prevenção, monitoramento e combate aos incêndios florestais em Minas Gerais.

A inscrição é gratuita e pode ser feita até o dia 2 de maio, exclusivamente pela internet, no endereço eletrônico www.meioambiente.mg.gov.br, link Processo Seletivo Simplificado Brigadistas 2016.

 

 

 

O contrato temporário tem duração de quatro meses, podendo ser prorrogado, carga horária de 40 horas semanais e salário base que varia de R$ 880 a R$ 1.760, mais benefícios. Os novos brigadistas vão integrar a Força-Tarefa Previncêndio do Estado e reforçar as equipes que trabalham nas unidades de conservação do Estado.

A distribuição dos brigadistas é estratégica e, segundo o superintendente de Controle e Emergência Ambiental da Semad, Bruno Malta, leva em consideração localidades que tiveram maior incidência de incêndios no período de estiagem do ano anterior.

 

 

 

“Com essa logística e o treinamento dos brigadistas, a gente espera ter a primeira resposta no combate aos focos bastante efetiva e evitar que as ocorrências se tornem grandes incêndios”, afirma.

O Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema) dispõe atualmente de dois helicópteros e quatro aeronaves de asas fixas para apoio e combate direito aos incêndios florestais.

Segundo Bruno Malta também está em andamento a aquisição de equipamentos de proteção individual, que serão utilizados pelos brigadistas, como gandolas, botas, óculos e equipamentos de combate (sopradores costais a gasolina, abafadores).

 

 

 

Processo seletivo

Para concorrer à vaga de brigadista basta ter ensino fundamental incompleto. Para ocupar o posto de líder regional de brigada é exigido o ensino médio completo. Além disso, o candidato deve ter idade mínima de 18 anos, ser brasileiro nato ou naturalizado, estar em dia com as obrigações militares e eleitorais.

No ato da inscrição online os candidatos a brigadista e a líder de brigada deverão anexar cópia dos seguintes documentos:  atestado médico, comprovando aptidão para realização de atividade física; carteira de Identidade com foto, frente e verso.

 

 

 

Também é preciso anexar o certificado/declaração de brigadista de prevenção e combate a incêndios florestais, emitido entre 2008 e 2016 por entidades públicas, organizações não governamentais ou escolas de formação de brigadistas. O documento deve estar assinado por representante da instituição, com carga horária mínima de 24 horas.

A lista ainda inclui a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria B, obrigatória para o candidato a líder de brigada, assim como a declaração de experiência em operações de combate a incêndios florestais, emitida entre 2008 e 2016, por entidades públicas, privadas ou organizações não governamentais, se houver.

Além dos documentos acima, o candidato a líder regional precisa anexar o comprovante de escolaridade de nível médio, comprovante de conclusão de educação profissional técnica de nível médio ou superior na área de meio ambiente, com carga horária mínima de 800 horas.

 

 

 

Etapas

O processo seletivo simplificado será em três fases para brigadistas e quatro para líder de brigada. A primeira etapa inclui a análise e comprovação dos documentos originais. Na segunda, os classificados farão um curso de formação de brigada Previncêndio, com duração de 32 horas, onde o candidato precisará ter, no mínimo, 60% de aproveitamento.

A terceira fase consta de teste de aptidão física e de habilidade para o uso de ferramentas agrícolas. Na última etapa, os líderes de brigada passarão por uma entrevista.

 

 

Vagas

As vagas estão distribuídas em 48 unidades de conservação. Nas Áreas de Proteção Ambiental (APAs) Cochá e Gibão (12), Rio Pandeiros (6), Serra do Sabonetal (12), São José (6), Sul (10), Cachoeira das Andorinhas (6), Águas Vertentes (12), Fernão Dias (6), Alto Murcui (12) e Rio do Machado (6).

Também estão abertas vagas na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (REDS) Veredas do Acari (10) e nos Refúgios Estaduais de Vida Silvestre (REVS) do Rio Pandeiros (6) e Serra das Aroeiras (6). Para a Estação Ecológica (EE) Acauã (6), Floresta Estadual do Uaimii (6) e para os Monumentos Naturais (MN) Gruta Rei do Mato (6), Itatiaia (6) e Pico do Ibituruna (6).

 

 

Os Parques Estaduais que receberão reforço com o preenchimento de vagas são Serra das Araras (10), Lagoa do Cajueiro (6), Verde Grande (6 ), Mata Seca (6 ),  Veredas do Peruaçu (6), Serra do Sobrado (6), Semidouro (6), Serra do Cabral (12), Serra do Brigadeiro (12), Mata do Limoeiro (6) e Serra do Ouro Branco (6).

Ainda estão na lista os Parques Estaduais Serra Verde (6), Itacolomi (6), Biribiri (12), Serra do Intendente (6), Rio Preto (7), Serra Negra (6); Itambé (6), Serra do Papagaio (12), Serra da Boa Esperança (6), Grão Mogol (10), Serra Nova (10), Caminho das Gerais (10), Lapa Grande (10), Sete Salões (6), Serra da Candonga (6).

 

 

 

Para cada uma das sub-bases operacionais da Força-Tarefa do Previncêndio em Belo Horizonte e Januária serão destinadas 12 vagas de brigadistas e uma de líder de brigada. Já a sub-base operacional de Diamantina e o Centro Integrado Rio Doce estão, respectivamente, com 6 vagas abertas para brigadistas e uma para líder de equipe.

Mais informações sobre o edital no Diário Oficial de Minas Gerais (www.iof.mg.gov.br), edição de 25 de abril, páginas 53 a 55.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.