quarta-feira, 4 de Junho de 2014 14:00h

Estado e PBH lançam plano de mobilidade para a Copa do Mundo de 2014

Serão feitas intervenções no trânsito e criadas linhas especiais para os torcedores que vão ao Mineirão, inclusive uma saindo do Aeroporto Internacional Tancredo Neves

O plano de mobilidade municipal e intermunicipal para a Copa do Mundo foi apresentado na tarde desta quarta-feira (04/06), no auditório do BDMG, em Belo Horizonte. Com base em diretrizes da FIFA, serão feitas intervenções no trânsito, além da criação de linhas especiais para atender aos torcedores que vão assistir aos jogos no Mineirão. O planejamento é resultado do trabalho conjunto entre o Governo de Minas, a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da BHTrans, e a Infraero.

“Para a Copa do Mundo, contamos com investimos em novas linhas especiais para o estádio, além do BRT, que é um novo meio de transporte para a população. O torcedor deve apostar no transporte público”, recomendou o secretário de Estado de Turismo e Esportes, Tiago Lacerda, presente no encontro, ao lado do presidente da BHTrans, Ramon Victor Cesar, e do secretário Municipal Extraordinário da Copa do Mundo, Camillo Fraga.

O sistema de transporte metropolitano atualmente é composto por 740 linhas, que realizam 375 mil viagens mensais, transportando 21 milhões passageiros por mês. Para a Copa do Mundo, haverá a ampliação da frequência de atendimento e ampliação das áreas de embarque e desembarques das linhas de transporte regulares. O Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, principal porta de entrada dos turistas em Minas Gerais, contará com uma linha especial (Aeroporto/Mineirão) criada para operar nos dias dos jogos da Copa, no período de 6 horas antes e 3 horas após cada jogo, ao preço de R$10 por trajeto.

Para agilizar o desembarque dos torcedores, haverá o reforço do serviço de táxi, ampliação do bolsão de estacionamento para esses veículos e atendimento especial aos passageiros com mobilidade reduzida através dos táxis acessíveis (16 veículos e duas áreas de embarque e desembarque). Dessa forma, a operação contará com uma frota de 531 veículos de táxis e 14 áreas de embarque e desembarque no aeroporto. A fiscalização rodoviária e a gestão do tráfego, além de receberem reforços para a Copa, estarão integrados diretamente com o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

No entorno do Mineirão, será implantada uma operação especial de trânsito nos dias dos jogos, que mobilizará cerca de 500 agentes da Unidade Integrada de Trânsito (UIT), composta por BHTrans, Guarda Municipal e Polícia Militar. Os torcedores chegarão e sairão dos jogos por rotas controladas e, para o acesso ao estádio, a recomendação é que se utilize o transporte coletivo.

“Nós teremos uma operação de transporte especial, que chamamos de Terminal Copa, com cerca de 400 homens à disposição nas regiões Central, Oeste, Leste, da Savassi, hipercentro, Expominas, próximo à estação de metrô do Minas Shopping. O serviço será vendido a R$ 15, ida e volta. O torcedor pode adquirir seu ingresso nos postos Transfácil ou nos pontos de embarque e desembarque nos dias de jogo. Quem quiser só a volta, também poderá comprar nos postos dos Terminais Copas após os jogos”, explicou o presidente da BHTrans.

O secretário Camillo Fraga reiterou a importância do transporte público. “A ideia é alcançar o número de 40 mil pessoas, mais de 70% dos torcedores no Mineirão, utilizando o transporte público. Tivemos uma boa experiência na Copa das Confederações, na semifinal transportamos 28 mil pessoas nos Terminais Copa, e agora a expectativa é ainda maior, porque tivemos a experiência e um plano ainda melhor”, destacou Camillo.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.