quarta-feira, 3 de Junho de 2015 14:16h

Estado oferece cursos grátis para elaboração de projetos culturais financiados pelo Fundo Estadual de Cultura

Até o final de junho, 30 cidades serão contempladas com assessoramento técnico oferecido pela Secretária de Cultura

A Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais (SEC) realiza até o final de junho oficinas gratuitas para a capacitação de entidades culturais interessadas em participar do Edital 01/2015 do Fundo Estadual de Cultura (FEC). A ação, que teve início em maio já esteve em 7 cidades e percorrerá um total de 30 municípios.
As oficinas de capacitação têm o objetivo de fornecer às entidades culturais informações sobre procedimentos de elaboração e avaliação de projetos no FEC, para que possam obter recursos para o fomento da cultura em sua cidade e entorno.
Para a definição do calendário, a SEC analisou as solicitações de municípios e avaliou aqueles que possuem um baixo índice de aprovação de projetos em editais anteriores do FEC.
O trabalho da SEC favorece o acesso de agentes culturais. Para o produtor de São João Del Rei, Joel José, a oficina vai dar andamento ao trabalho. “Gostei muito da oficina, que viabilizará meu projeto cultural” afirma.
O superintendente de Fomento e Incentivo à Cultura, Felipe Amado, destaca a importância da iniciativa: “A oficina de capacitação leva cultura para o interior e comprova a atual política governamental de regionalização”.

Inscrições
Os interessados em participar das capacitações devem entrar em contato com o Fundo Estadual de Cultura nos telefones (31) 3915-2720 / 3915-2719 ou pelo e-mail fec@cultura.mg.gov.br e realizar a sua inscrição. Para participar, será necessário informar nome completo, telefone, e-mail, município de domicílio e em qual cidade deseja estar presente para o curso.

Fundo Estadual da Cultura
O FEC é um mecanismo de fomento que visa ao estímulo do desenvolvimento cultural das diversas regiões do estado por meio de financiamento e apoio a propostas que, tradicionalmente, encontram dificuldades em captar recursos no mercado. O repasse de recursos do FEC é direto, sem necessidade de captação junto a empresas.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.