quinta-feira, 23 de Junho de 2016 16:25h Agência Minas

Estado vai entregar mais de 200 unidades habitacionais em cinco municípios mineiros

Casas vão contemplar famílias de Itanhomi, Mutum, Crisólita, Minas Novas e Fruta de Leite. Cohab-MG acumula mais de duas mil entregas desde 2015

Companhia de Habitação de Minas Gerais (Cohab-MG) vai inaugurar mais 210 unidades habitacionais em cinco municípios mineiros até o próximo dia 1º de julho. As entregas são referentes à parceria entre o Estado e o Minha Casa, Minha Vida II, do Governo Federal. Com as novas unidades, a Cohab-MG totaliza 630 moradias entregues em 2016.

 

 

“Estamos entregando para essas famílias todas essas unidades que estavam paralisadas em função de alguns atrasos, herdados pela atual gestão, nos empreendimentos. Com a retomada, agendamos as entregas. E isso, de certa forma, contribui para a redução do déficit habitacional em Minas Gerais”, destaca o vice-presidente da Cohab-MG, Alessandro Marques.

 

 

As entregas começam nesta sexta-feira (24/6) em Itanhomi, no Território Vale do Rio Doce. Na cidade vão ser inaugurados os conjuntos habitacionais Bairro Nova Canaã e Bairro Bela Vista, num total de 40 novas moradias. No dia seguinte, sábado (25/6), é a vez do município de Mutum, no Território Caparaó, onde vão ser entregues os conjuntos habitacionais Vila Nova de Humaitá e Vila Nova de Ocidente, num total de 50 novas moradias.

 

 

A próxima inauguração acontece na cidade de Crisólita, no Território Mucuri, no dia 30 de junho. No município vai ser entregue o conjunto habitacional Presidente Tancredo Neves, num total de 40 novas moradias. As entregas prosseguem no dia 1º de julho em Fruta de Leite, no Território Norte, onde será inaugurado o conjunto habitacional Dário dos Santos Durães, com 30 novas moradias.

O calendário de inaugurações termina ainda em 1º de julho, na cidade de Minas Novas, no Território Alto Jequitinhonha, onde vai ser entregue o conjunto habitacional Barragem, com 50 novas moradias.

 

 

 

Dois mil novos lares

A atual gestão encontrou centenas de unidades habitacionais construídas, mas que estavam sem ligação com a rede de energia elétrica, água e esgoto. Coube ao Governo Pimentel solucionar as pendências, herdadas da gestão anterior, relativas à implantação da infraestrutura básica para concretizar a entrega de 2.101 novas casas, sendo 1.471 inauguradas em 2015 e 630 entregues em 2016.

“Tínhamos algumas pendências de operação, em alguns casos com a Copanor, subsidiária da Copasa, e em outros casos com a Cemig. A atual administração estadual fez a solicitação às companhias para a resolução dos problemas e foi prontamente atendida, tendo iniciado, ainda em 2015, a entrega das unidades habitacionais que estavam pendentes”, esclarece Alessandro Marques.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.