sexta-feira, 7 de Março de 2014 05:03h Atualizado em 7 de Março de 2014 às 05:06h.

Estudantes de MG constroem carros mais competitivos para a Baja

Estudantes construíram 22 carros off-road que serão avaliados por engenheiros da indústria durante a competição, de 13 a 16 de março, em Piracicaba/SP.

Aliar segurança, robustez e conforto de um carro off-road é o objetivo de cerca dos universitários de engenharia de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, que projetaram e construíram 22 carros para participar da 20ª Competição Baja SAE BRASIL–PETROBRAS. A competição será realizada de 13 a 16 de março, no Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo (ECPA), em Piracicaba, São Paulo.
O Estado de Minas Gerais será representado por 11 equipes, Rio de Janeiro por oito e Espírito Santo por três. Ao todo, a competição reunirá 72 equipes, que somam cerca de mil estudantes de engenharia, de 66 instituições de ensino, de 18 Estados brasileiros e do Distrito Federal.
As três equipes que alcançarem as melhores pontuações na soma geral de todas as provas poderão representar o Brasil na Baja SAE Rochester, em New York-USA.

Rio de Janeiro
Composta por 30 integrantes a equipe VR Baja da Universidade Federal Fluminense apresentará um carro com uso de apenas um disco de freio no eixo traseiro. “Devido a configuração dos componentes e a transferêncida de carga foi possível utilizarmos essa técnica”, afirma o capitão da equipe Victor Pereira de Sequeira, aluno do 3º ano de Engenharia Metalúrgica dos Materiais.
Além disso, a equipe destaca o uso de fibra de carbono na carenagem, fibra sintética de aramida na proteção da caixa de transmissão, redução do uso de tubos e uso de homocinética em vez de cardam. “Nosso carro pesa 260 kg, atinge a velocidade máxima de 56 km/h e em testes ele tracionou uma carga de 850 kg”, explica Sequeira.
O Rio de Janeiro tem mais sete equipes inscritas: Minerva Baja UFRJ da Universidade Federal do Rio de Janeiro; Tuffão A e Tuffão B, da Universidade Federal Fluminense; SuperBaja, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ); Mud Runer, do Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro (Cefet-RJ); AEDBAJA, da Associação Educacional Dom Bosco; e UCPbajasae, da Universidade Católica de Petrópolis.

Minas Gerais
Campeã, a equipe Baja UFMG, da Universidade Federal de MG é composta por 21 integrantes. O destaque do grupo foi o desenvolvimento da própria caixa de transmissão e o uso de um método de construção do chassi que consiste em utilizar gabaritos em MDF usinados em CNC que minimiza os erros de fabricação e dá maior conformidade ao projeto. “Esse método se destaca na sua aplicação de produção em série, algo que os juízes têm exigido cada vez mais na competição”, destaca o capitão Rodrigo César Araújo de Oliveira, aluno do 9º período de Engenharia Mecânica.
Outra equipe mineira é a Zebu Baja, da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, com 27 estudantes. Os diferenciais do carro estão na incorporação de sistema de eletrônica embarcada on board. “O piloto terá mais de sete informações em um display LED em tempo real, e isso facilitará a tomada de decisões e a comunicação com a equipe”, conta o capitão Marcionílio Francisco Bolina Pereira, aluno do 4º ano de Engenharia de Produção. Para manter o sistema em funcionamento nas provas de maior duração foi instalado um painel solar de 5W no carro.

As demais equipes de Minas Gerais são Cefast, do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG); Komiketo Baja UFSJ, da Universidade Fed. de São João Del Rei; UFV Baja-Pererecas, da Universidade Federal de Viçosa; Espinhaço UFVJM, da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM); Cerrado de Baja SAE, da Universidade Federal de Uberlândia; Saci, da Universidade Federal de Itajubá; MontainBaja, da Universidade Federal de Itajubá (Campus Itabira); NPracing, do Centro Universitário Newton Paiva; e Baja UFOP, da Universidade Federal de Ouro Preto.

Carros
Os Baja SAE são protótipos de estrutura tubular em aço, monopostos, para uso fora de estrada, com quatro ou mais rodas, motor padrão de 10 HP e capacidade para abrigar um piloto de até 1,90m de altura e até 113,4 kg de peso. Os sistemas de suspensão, transmissão, freios e o próprio chassi são desenvolvidos pelos próprios estudantes de engenharia, que são orientados por professores das instituições de ensino que representam.

O programa
O Baja é o primeiro programa estudantil de capacitação organizado pela SAE BRASIL, e está entre os de maior sucesso. Nele os estudantes se organizam em equipes que, sob a orientação de um professor desenvolvem os veículos com o qual irão competir representando a sua instituição de ensino.
Além da construção do protótipo em que praticam o conhecimento adquirido em sala de aula, as equipes são responsáveis por atividades, como atendimento de prazos, busca de suporte financeiro para viabilização do projeto e custeio de despesas, entre outras tarefas com as quais se defrontarão no mercado de trabalho.
“As competições estudantis da SAE BRASIL proporcionam aos futuros engenheiros a oportunidade de por em prática as teorias aprendidas nas salas de aula e, assim, desenvolver capacidades e a paixão necessárias a uma boa formação profissional”, afirma o engenheiro Ricardo Reimer, presidente da SAE BRASIL.

BOX
Equipes MG
Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – equipe Baja UFMG (carro 1)
Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG) – equipe Cefast (carro 17)
Universidade Fed. de SãoJoão Del Rei-equipes Komiketo Baja UFSJ (carro 15)
Universidade Federal de Viçosa – equipe UFV Baja - Pererecas (carro 37)
Universidade Federal de Uberlândia – equipe Cerrado de Baja SAE (carro 62)
Universidade Federal de Itajubá – equipe Saci (carro 35)
Universidade Federal de Itajubá Campus Itabira – equipe MountainBaja (carro 70)
Centro Universitário Newton Paiva – equipe NPracing (carro 64)
Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) – equipe Espinhaço UFVJM (carro 54)
Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) – equipe Zebu Baja UFTM (carro 39)
Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP – equipe BAJA UFOP (carro 58)

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.