quarta-feira, 20 de Novembro de 2013 11:29h

Estudantes decoram muros de escola em projeto no Sul de Minas

Projeto grafite estimula alunos a decorarem os muros da escola com seus próprios desenhos e arte que desenvolveram em sala de aula

Na Escola Estadual Alcides Mosconi, no município de Andradas, no Sul de Minas, os alunos do Reinventando o Ensino Médio trabalharam para deixar sua escola mais bonita. Com o projeto grafite, os estudantes decoraram os muros da escola com seus próprios desenhos e arte que desenvolveram em sala de aula.

“Nossa escola foi pichada e tínhamos vontade de pintar os muros, daí veio a ideia do projeto”, diz a coordenadora do Reinventando na escola, Beatriz Lino. Mas esse não era o único objetivo do projeto. Com ele, os alunos aprenderam a preservar sua escola e sobre o grafite. Além disso, expuseram obras desenvolvidas por eles para toda a escola.

Para alcançar todos esses objetivos, foram algumas etapas até que os desenhos estivessem nos muros. Foram palestras e aulas de Filosofia e Arte sobre o grafite para todos os alunos da escola, mesmo aqueles que só veriam os trabalhos dos colegas; passeios pelo bairro para saberem mais sobre o grafite e entenderem a diferença entre esse trabalho e a pichação; aulas com um artista plástico; aprenderam a usar o molde estêncil e, finalmente, começaram a trabalhar nos desenhos.

Cada turma fez várias obras e um de cada uma foi selecionado para ir para os muros. “Foi muito interessante, porque a sala inteira ajudou. Achávamos que seria muito bagunçado, mas as ideias se complementaram”, conta a aluna do 1º ano, Thayene Souza, que estuda a área de empregabilidade Comunicação Aplicada.

Segundo a coordenadora, a resposta dos alunos para esse projeto foi a melhor possível. “Eles adoram, querem grafitar todos os muros. É como se estivessem marcando o território deles. Eles estudaram isso e têm respeito pela grafitagem. Adolescentes procuram uma forma de se expressar e às vezes a forma encontrada é a pichação. Mostramos que eles podem se expressar através da arte”, explica Beatriz Lino.

O projeto nasceu nas aulas das turmas da Comunicação Aplicada, mas não ficou só por ali. Alunos de outras áreas de empregabilidade e dos anos que não participam do Reinventando o Ensino Médio procuraram os professores para que também participassem. Por fim, participaram todos os alunos do Reinventando, aproximadamente 500 estudantes, além de alguns de outras turmas.

João Pedro Ferreira, também do 1º ano, faz Estudos Avançados: Ciências. Com os colegas, ele fez o desenho de um palhaço, que agora está no muro da escola. “Achei uma muito bom, porque não é sempre que a gente faz uma obra de arte”. Thayene também gostou de ver seu desenho no muro. “Eu gostava de desenhar, mas nunca tinha mostrado e ali tive a oportunidade de mostrar um pouco”.

Continuidade

Mal terminaram de pintar os muros da escola, a coordenadora do projeto, Beatriz Lino, já planeja dar continuidade ao projeto nos próximos anos. “Nem todos os muros foram pintados, temos muito espaço. Quando terminarmos vai ser hora de começar a grafitar por cima”. A ideia é continuar com os primeiros anos de Comunicação Aplicada dos próximos anos com participações das outras turmas.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.