sexta-feira, 26 de Dezembro de 2014 05:05h

Exageros alimentares durante as festas de final de ano podem comprometer a saúde

Nutricionistas alertam que é preciso consumo moderado e atenção com alimentos gordurosos, à base de leite e bebidas alcóolicas

Com a chegada das festas de fim de ano, as pessoas tendem a exagerar na alimentação. Porém, o ideal é saber escolher o que comer e, principalmente, o quanto comer. De acordo com nutricionistas da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG), Juliana Cristina Diniz Guimarães e Joyce Mara Xavier, nesta época do ano, alimentos gordurosos, refrigerantes e bebidas alcoólicas devem ser consumidos com moderação.

Os panetones de frutas cristalizadas ou de chocolates, por exemplo, fazem sucesso pela tradição e pelo próprio sabor. Para Joyce, apesar de serem muito calóricos, não é necessário retirar o item da mesa. “Podemos consumi-los, desde que moderadamente. No café da manhã, por exemplo, podemos substituir o pão francês com margarina por uma fatia fina de panetone”, afirma.

Além do tradicional panetone, o consumo de carnes também aumenta nesta época do ano, principalmente as gordurosas. A sugestão das nutricionistas é que optemos por carnes mais magras, como o lombo e o chester. “Estas carnes contribuem para um cardápio menos calórico nas ceias de final de ano. Já o pernil pode fazer parte desse cardápio, o que não podemos é exagerar nas porções. Se houver mais de uma opção de carne, devemos escolher apenas uma. Além disso, massas com creme ou molhos cremosos que utilizam creme de leite, catupiry ou chantilly, devem ser evitados. Dê preferência a molhos à  base de ervas”, explica Joyce.

Evitar refrigerantes e bebidas alcoólicas em excesso é outra dica das nutricionistas. Segundo elas, é preferível investir nos sucos. “Se for consumir sucos industrializados, tome cuidado para não confundir o suco integral com o néctar de fruta. O tipo mais comum encontrado nos supermercados não é o suco, mas o néctar de frutas. Os fabricantes de bebidas só podem chamar de suco os produtos que tiverem cerca de 50% ou mais de polpa, a parte comestível da fruta. Já o néctar de frutas, é mais doce e tem entre 20% e 30% de polpa de frutas - bem menos do que o suco", esclarece a nutricionista Juliana Guimarães.

Para quem quer fazer sucos naturais, uma ótima opção é o suco de abacaxi com gengibre. Além deste, bater a couve com laranja faz um suco perfeito para dar pique ao raciocínio. Laranja com cenoura é um excelente antioxidante. “Abacaxi com hortelã é diurético e refrescante”, sugere a especialista.

Álcool e calorias

Segundo Joyce Xavier, as bebidas alcoólicas em geral são muito calóricas. Cada grama de álcool fornece sete calorias, enquanto os carboidratos e proteínas fornecem quatro. Além disso, consumindo um aperitivo alcoólico, as pessoas tendem a apurar o paladar e comer mais.

“Muitos dizem que sentem mais fome quando bebem. Na hora de escolher, opte pelo vinho tinto seco, que fornece antioxidantes”, explica Joyce. Segundo ela, é preciso ter muito cuidado com coquetéis, pois em geral eles levam açúcar, leite condensado, licores e álcool. Na vontade de tomar drinks, para evitar o ganho de peso, é recomendável consumir água com gás misturada com suco de fruta.

Segundo as especialistas, o mais recomendável é acabar com a ceia de Natal na noite de Natal. “Não prolongá-la, e voltar com a alimentação baseada em uma dieta balanceada no dia seguinte”, destacam. As nutricionistas da SES/MG, alertam que as dietas restritivas em nada nos ajudam, porém é preciso ter um equilíbrio. A ingestão de uma quantidade maior de água sempre ajuda a combater a desidratação causada pelas bebidas alcoólicas e pelo consumo exagerado do sal. Outra dica importante é tomar chá de erva cidreira para diminuir possíveis sensações de mal estar após a ceia.

Confira algumas dicas para uma ceia saudável:

1 - Ao iniciar sua ceia, opte por uma salada bem colorida e, depois, prepare algum tipo de carne magra com algum acompanhamento;

2 - Escolha carnes brancas sem pele (chester ou peru). Dê preferência às carnes grelhadas, assadas ou cozidas. Cuidado com coxas e sobrecoxas destas aves, pois são muito gordurosas. Você pode diminuir esta quantidade de gordura escaldando as carnes em água fervendo;

3 - Tempere as saladas com limão ou vinagre balsâmico. Evite maionese ou azeite em excesso. Lembre-se do risco da maionese no calor;

4 - Os acompanhamentos normalmente são arroz ou farofas variadas. Como todos são fontes de carboidratos, opte por apenas um no seu prato. Uma boa dica é fazer o arroz integral com lentilhas ou as farofas mais sequinhas, evitando bacon e linguiça;

5 - No momento da sobremesa, evite as que possuem muito leite em sua composição, pois são mais calóricas e o cálcio presente nestes alimentos pode dificultar a absorção do ferro, substância presente em alguns alimentos. Uma sobremesa de gelatina com frutas, por exemplo, fará você ingerir poucas calorias; além disso, dê preferências às frutas, pois as fibras não deixarão seu intestino preguiçoso depois de tantas comidas "pesadas" além de conceder saciedade;

6 - Ainda para a sobremesa, damascos, ameixas, melão, pêssegos e kiwi são ótimas opções. As frutas secas multiplicam as calorias da versão fresca. Se consumidas em porções pequenas, não atrapalham;

7 - Na despedida, evite bombons, doces e licores e lembre que os panetones com recheio de chocolates são ainda mais calóricos que os com recheio de frutas cristalizadas;

8 - Nozes, amêndoas, castanha-do-pará, avelã, entre outros alimentos do grupo oleaginosas, possuem muitos nutrientes como vitaminas, minerais, antioxidantes e gordura de ótima qualidade, mas não devem ser ingeridos em grande quantidade, por serem muito calóricos.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.