terça-feira, 13 de Agosto de 2013 12:49h

Exportação mineira de soja em sete meses movimentou US$ 684 milhões Valor é 65,5% superior ao registrado no acumulado de janeiro a julho de 2012

As exportações mineiras de soja, no acumulado de janeiro a julho de 2013, movimentaram US$ 684,4 milhões, cifra 65,5% superior à registrada em idêntico período do ano passado, segundo o Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

As exportações mineiras de soja, no acumulado de janeiro a julho de 2013, movimentaram US$ 684,4 milhões,  cifra 65,5% superior à registrada em idêntico período do ano passado, segundo o Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Conforme análise da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), o valor alcançado equivale a 16,3%  das vendas externas do agronegócio de Minas nos sete meses.

O superintendente de Política e Economia Agrícola da Secretaria, João Ricardo Albanez, explica que o volume de grão de soja embarcado por Minas aumentou 58,1%, atingindo 1,3 milhão de toneladas. “As vendas foram beneficiadas pela exportação para a China”, assinala. “A soja brasileira é reconhecida naquele país pela alta qualidade e teor de óleo e proteína, sendo importante componente para a produção de óleos comestíveis. Principal consumidor de soja, a China responde por 29% do consumo mundial, ou 78,6 milhões de toneladas. No entanto, ocupa a quinta posição na produção mundial, com 12 milhões de toneladas.”

Maior exportador mundial de soja, o Brasil  deve responder no período de 2013/2014 por embarques de 41,5 milhões de toneladas, volume equivalente a 38,8% de todo o volume colocado no mercado internacional, segundo Albanez.       

Mais carnes

Foram expressivas também, nos sete primeiros meses deste ano, as exportações mineiras de carnes. Receita de US$  589,1 milhões, variação positiva da ordem de 15% em relação ao valor alcançado em idêntico período de 2012.

A carne bovina alcançou a maior receita do grupo, US$ 239,2 milhões, cifra 22,6% superior à registrada nos primeiros sete meses de 2012. Foram embarcadas  55,3 mil toneladas do produto, volume equivalente a um aumento de 33% em relação à marca do período anterior.

Em segundo lugar ficaram as exportações de frango, US$ 224,8 milhões, cifra cerca de 18% maior que a obtida no período equivalente de 2013. Os embarques do produto avícola cresceram 3,2%, atingindo 117,3 mil toneladas. Já as exportações de carne suína movimentaram US$ 75,2 milhões, ou crescimento de 22,2%. Embarques de 26,4 mil toneladas, volume 20% maior que o dos sete primeiros meses do ano passado.

Para o secretário da Agricultura, Elmiro Nascimento, a alta do dólar e o preço competitivo da carne brasileira neste ano são fatores favoráveis ao crescimento das exportações de carne no período. “Os compradores internacionais reconhecem a qualidade do produto. Nesse cenário, o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), vinculado à Seapa, desenvolve um trabalho de fundamental importância, sendo responsável no Estado pela execução das políticas públicas de defesa sanitária animal e vegetal”, ressalta.

Nascimento ainda destaca as exportações de algodão, que somaram US$ 38,7 milhões nos sete primeiros meses de 2013, receita 43,4% superior à de idêntico período do ano passado. Ele aponta, também nesse caso, o efeito das ações do governo de Minas, em parceria com a iniciativa privada, para a produção de algodão de qualidade no Estado. “A Secretaria da Agricultura criou, com a indústria têxtil e os produtores, o Proalminas, programa que desenvolve ações em benefício de toda a cadeia mineira do algodão, contando com o suporte do fundo Algominas, cujo objetivo é atender ao desenvolvimento da atividade”, finaliza o secretário.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.