quarta-feira, 5 de Fevereiro de 2014 06:12h

Falta de energia atinge mais de 60 cidades mineiras

Arcos, Oliveira e Santo Antônio do Monte estão entre as cidades afetadas. O apagão atingiu também outros oito estados brasileiros

Moradores de diversas cidades de Minas Gerais ficaram sem energia elétrica durante um período da tarde de ontem. Cerca de 65 municípios foram atingidos. De acordo com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), municípios das Regiões Sul, Oeste, Leste e do estado, além do Triângulo e da Grande BH foram atingidos. Além disso, outros oito estados também tiveram problemas com a falta de energia elétrica.
Em nota, a Cemig informou que o sistema elétrico que atende os consumidores de Minas Gerais foi afetado, durante a tarde, por um distúrbio que teve origem no Sistema Interligado Nacional, provocando perda de carga e consequente interrupção de energia elétrica, pelo período máximo de 56 minutos, para cerca de 230 mil de um total de 7,5 milhões de consumidores da Empresa.
O desligamento ocorreu às 14h02 de ontem e o restabelecimento se iniciou a partir da determinação do ONS, às 14h48. As 14h58, segundo a empresa, todos os clientes afetados já tinha sido restabelecidos.
De acordo com ONS, órgão responsável pela coordenação e controle da operação das usinas e do sistema de transmissão do País, no Sistema Interligado Nacional, as causas que originaram o desligamento estão sendo apuradas.

 

 

Outros estados
Os municípios de Nova Venécia, Ecoporanga e Aracruz foram afetados pelo apagão elétrico no Espírito Santo, segundo a EDP Escelsa, a concessionária no estado. Uma ocorrência em uma das linhas do Sistema Interligado Nacional (SIN), que atende ao estado, ocasionou a interrupção de energia em parte das cidades.
A Companhia Energética de Goiás (Celg) informou, por meio de sua assessoria, que houve uma redução na distribuição de energia na região sudoeste do estado. Mas disse que ainda está fazendo o levantamento de quantos consumidores ficaram sem energia elétrica.
A Cemat informou que a queda de energia afetou a região central de Cuiabá e outros municípios no Mato Grosso. Porém, a empresa não soube informar quais cidades foram afetadas. Já no mato Grosso do Sul, a Enersul informou que 14% da área de concessão da empresa (7 cidades) no estado teve falta de energia elétrica das 13h03 às 14h05 (horário local).
Segundo a Companhia Paranaense de Energia (Copel), o problema deixou sem luz 355 mil consumidores em diversas regiões do Paraná. A distribuidora informou, porém, que a energia já foi reestabelecida por lá.
A Light informou que interrompeu o fornecimento de energia em bairros do Subúrbio e Zona Oeste do Rio e Baixada Fluminense, a pedido do ONS. Aproximadamente 600 mil pessoas estavam sem luz no Rio por volta das 15h30, segundo a Light.
A falta de energia atingiu os bairros de Bangu, Campo Grande, Guaratiba e Jacarepaguá, na Zona Oeste; Méier, Pavuna, Inhaúma, Irajá, Penha, Cascadura e Madureira, no Subúrbio; e os municípios de Mesquita, Belford Roxo, Queimados e Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.
No Rio Grande do Sul o fornecimento de energia elétrica foi cortado por volta das 14h em pelo menos 11 municípios que são abastecidos pela RGE: Lagoa Vermelha, Bento Gonçalves, Gaurama, Sarandi, Parobé, Gravataí, Horizontina, Santa Rosa, Feliz, Nova Petrópolis e Não-Me-Toque. A Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) informou que parte de sua área de cobertura também foi afetada, mas a luz já havia voltado a alguns municípios (às 16h30).
Em Santa Catarina a Celesc informou que registrou interrupção no fornecimento de energia para diversas cidades. O desligamento ocorreu em todo o estado e, segundo a empresa, todas as regiões tiveram algum problema pontual.
No estado de São Paulo, a AES Eletropaulo informou que o problema afetou o fornecimento de energia em cidades da Grande São Paulo e bairros da capital paulista. Segundo a empresa, foram afetadas ainda as cidades de Vargem Grande Paulista, Embu, Diadema e Cotia. Entre os bairros da capital impactados estão Capão Redondo, Pedreira, Cidade Ademar, Mooca, São Mateus, Vila Prudente, Itaquera, Vila Mariana, Guaianases e Vila Matilde.
Mas o problema em São Paulo chegou também ao metrô da capital. A ViaQuatro, que opera a Linha 4-Amarela, relata que teve uma "falha no sistema elétrico de tração entre o trecho das estações Paulista e Luz" nesta tarde. A concessionária informou, às 15h40, que a operação foi restabelecida às 15h18. A assessoria do Metrô informou que não foram identificados problemas em outras linhas.
Às 15H45, a CET diz que as regiões Oeste, Sul e Leste da cidade tinham semáforos apagados em alguns cruzamentos, por isso os motoristas devem redobrar a atenção e reduzir a velocidade.

 

 

BOX
Foram parcialmente atingidos os seguintes municípios:
Região Metropolitana de Belo Horizonte: região Venda Nova, Ribeirão das Neves, Sete Lagoas , Baldim e Santana do Riacho.
Leste de Minas: Poté, Ladainha, Malacacheta, Franciscópolis, Novo Cruzeiro, Setubinha, Ladainha, Chapada do Norte, Jenipapo de Minas, Caraí.
Oeste de Minas: Arcos, Santo Antonio do Monte, Passos, São João Batista do Gloria, Fortaleza de Minas, Alpinópolis.
Sul de Minas: Bom Sucesso, Ibituruna, Itutinga, Santo Antonio do Amparo, São Tiago, Nazareno, Ijaci, Oliveira, Santana do Jacaré, Lavras, Baempeti, Caxambu, Conceição do Rio Verde, Soledade de Minas, São Tomé das Letras, Juruaia, Muzambinho, Bom Jesus da Penha, Nova Resende, Monte Belo, Cabo Verde, São Pedro da União, Guaxupé, Guaranésia.
Triangulo Mineiro: Tapira, Araxá, Pratinha, Uberlândia, Carmo do Paranaíba, Serra do Salitre, Rio Paranaíba, Patos de Minas, Arapuá, Lagoa Formosa, Tiros, Matutina, Cruzeiro da Fortaleza, Guimarânia, Presidente Olegário, Lagamar, Coromandel, Uberaba.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.