terça-feira, 13 de Janeiro de 2015 11:21h Aaron Gabriel

Feira da Agricultura Familiar da Cidade Administrativa apresenta resultados positivos

Pesquisa de opinião aponta satisfação de produtores e consumidores. Organizada pela Seapa, a Feira oferece alimentos saudáveis, in natura e processados

A Feira de Agricultura Familiar e Urbana da Cidade Administrativa – “Do campo para a CA” completa um ano em março e, nos últimos meses, passou por uma avaliação de sua eficácia. A pesquisa realizada pela Superintendência de Abastecimento Alimentar e Comercialização da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) demonstrou que, para 62% dos frequentadores, a feira é uma ótima opção para levar para casa alimentos saudáveis, de procedência comprovada.

A variedade de folhas e leguminosas ofertadas é um dos destaques da feira, que preconiza a qualidade e a durabilidade dos alimentos, além da variedade de hortaliças não convencionais, que podem ser encontradas nos corredores, durante o período de realização da feira. Além disso, outro destaque da pesquisa são os preços praticados pelos feirantes. Entre os consumidores, 67% concordam que os preços estão em consonância com o mercado e 35% avaliam que são mais baratos.

Aumento da renda

O levantamento também apontou que 89% dos feirantes registraram aumento substancial na produção e, consequentemente, no ganho financeiro. Cada agricultor garante uma renda média gerada na feira de R$ 630 por semana, além de receber assistência técnica da Seapa e participar de programas específicos.

A agricultora familiar, Daniela Regina Leonel Barbosa, de Onças do Pitangui, participa da feira desde o início. Segundo a produtora de alimentos orgânicos, as vendas na feira da Cidade Administrativa representam cerca de 40% total do faturamento dos produtos que comercializa.  “A feira é muito importante para o nosso negócio, pois aqui temos um público que conhece e procura por alimentos orgânicos. Trabalhamos muito, eu e minha filha no beneficiamento de nossos produtos para garantir a qualidade”, comenta Barbosa. 

Da fazenda Capela do Sol, em Sete Lagoas, vêm os legumes e folhas fresquinhos da agricultora Patrícia Souza dos Anjos. Trabalhando no campo há oito anos, além da feira da C.A., Anjos também comercializa seus produtos para empresas, sacolões e mercearias. Segundo ela, o diferencial da feira são as amizades que fez nesses nove meses de participação. “Para nós é muito bom. Está sendo vantajoso não só financeiramente, mas, principalmente, pelos contatos que a gente faz. É muito gratificante ver as pessoas elogiando nossos produtos, valorizando o nosso trabalho”, reflete a jovem.

Organizada pela Seapa, a Feira da Agricultura Familiar e Urbana da Cidade Administrativa tem como objetivo oferecer aos frequentadores e funcionários alimentos saudáveis, in natura e processados. A feira é realizada todas as sextas-feiras, das 11 às 15h, no hall de acesso ao túnel do Edifício Gerais.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.