terça-feira, 26 de Fevereiro de 2013 12:12h Guilherme Dionísio

Fenova é aberta oficialmente em Belo Horizonte

A solenidade de abertura da Fenova (Nova Serrana Feira e Moda)  aconteceu nesta terça-feira, 26, no Expominas, em Belo Horizonte, com as presenças do governador de Minas, Antônio Anastasia, do superintendente da Fiemg, Sérgio Lourenço, do presidente do Sindinova, Pedro Gomes e de Afonso Gonzaga, presidente Regional da Fiemg.  O evento foi ainda prestigiado por políticos da região centro-oeste, diretores do Sebrae e do governo de Minas, além de lojistas de várias partes do Pais.   Pedro Gomes saudou aos presentes enfatizando à importância das parceiras para a realização da Fenova e, também, do crescimento do polo de calçados. Segundo Gomes, as indústrias do calçado souberam aproveitar as oportunidades criadas com o crescimento econômico do Pais e, mesmo com a forte concorrência asiática, estão conseguindo resultados muito positivos para o setor. Afonso Gonzaga, que na ocasião representou o presidente do Sistema Fiemg, Olavo Machado Junior, destacou os elementos essências que fazem com que o polo do calçado atinja  altos níveis de crescimento: união, inovação, design e novas tecnologias. Para Gonzaga, a realização da 12ª Nova Serrana Feira e Moda, rebatizada de Fenova, e a consequente consolidação de projetos de desenvolvimento empresarial, alinhados em vários anos de trabalho com comprometimento, estão  mudando o desempenho da economia regional. Em discurso, o Governador Mineiro congratulou a iniciativa da realização da Feira na capital mineira, dizendo que: “este é um importante passo para que se realize um evento ainda maior no Rio de Janeiro e em São Paulo”.    

A Fenova tem como proposta atrair ainda mais lojistas para todo  o potencial do polo de Nova Serrana. A expectativa é a de que o evento receba 10 mil visitantes e movimente cerca de R$50 milhões em novos negócios, no período de 26 a 28 de fevereiro.  A Mostra ocupa  dois pavilhões do mais moderno espaço para eventos da América Latina, recebendo 250 estandes, de mais de  350 marcas.  Pedro Gomes disse que a transferência de uma edição da feira para Belo Horizonte facilita o acesso por parte dos lojistas do País inteiro. “O Expominas está localizado na capital do Estado. O local tem fácil acesso aos aeroportos da Pampulha e de Confins, além da proximidade com um amplo parque hoteleiro, facilitando o acesso dos lojistas ao evento. A transferência para BH mostra a maturidade do Sindinova, que depois de realizar 11 edições, busca novos espaços”, finalizou Gomes.  A mostra segue a tendência nacional de regionalização de feiras, onde compradores têm contato direto com os expositores, o que possibilita melhores negócios e atendimento personalizado.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.