quinta-feira, 21 de Abril de 2016 10:17h Agência Minas

Fernando Pimentel preside entrega da Medalha da Inconfidência em Ouro Preto

O senador José Mujica, ex-presidente do Uruguai, foi o orador oficial e recebeu o Grande Colar. Ao todo, 148 personalidades e entidades foram homenageadas

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, presidiu, nesta quinta-feira (21/4), em Ouro Preto, a 65ª solenidade de entrega da Medalha da Inconfidência. A comenda – a maior honraria concedida pelo Estado de Minas Gerais – foi entregue a 148 personalidades e entidades que contribuíram para o desenvolvimento de Minas Gerais e do Brasil. O ex-presidente do Uruguai e senador, José Mujica, recebeu o Grande Colar e foi o orador da cerimônia.

Criada em 1952 pelo governador Juscelino Kubitscheck, a Medalha da Inconfidência possui quatro designações: Grande Colar, Grande Medalha, Medalha de Honra e Medalha da Inconfidência.  Serão 30 agraciados com a Grande Medalha, 54 com a Medalha de Honra e 63 com a Medalha da Inconfidência. Entre os homenageados deste ano estão políticos, militares, juristas, médicos, professores, advogados, jornalistas, professores, historiadores, estudantes, religiosos e empresários.

 

 

 

Cerimônia

De acordo com a Constituição do Estado, o governador Fernando Pimentel baixou decreto transferindo simbolicamente a capital de Minas Gerais para Ouro Preto. A cidade foi a capital mineira de 1823 até 1897.

O governador Fernando Pimentel foi recebido com honras militares. Em seguida, acompanhado pelo ex-presidente José Mujica, colocou flores no monumento a Tiradentes e recebeu o fogo simbólico, fazendo o acendimento da Pira da Liberdade. Os hinos nacionais do Uruguai e do Brasil foram executados pela Orquestra Sinfônica da Polícia Militar de Minas Gerais.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.