sexta-feira, 4 de Março de 2016 12:53h Agência Minas

Ferramenta virtual reforça busca do trabalhador por vaga de emprego

O acesso ao sistema Mais Emprego é simples e permite ao trabalhador fazer seu cadastro online sem a necessidade de comparecimento a uma unidade física do Sine

Trabalhadores que estão à procura de uma nova oportunidade no mercado devem ficar antenados em relação ao surgimento de vagas e às alternativas de busca. Nesta sexta-feira (4/3), por exemplo, o Sistema Nacional de Emprego (Sine), em Minas Gerais, oferece quase 2 mil vagas de emprego com salários que variam de um salário mínimo a R$ 4,1 mil.

As 134 unidades de atendimento do Sine, no estado, fazem a captação diária dessas vagas, que podem ser consultadas na página do sistema Mais Emprego, do Ministério do Trabalho (maisemprego.mte.gov.br)

 

 

As ferramentas do portal do sistema Mais Emprego podem potencializar a busca por uma vaga de emprego.  O acesso é simples e permite ao trabalhador fazer seu cadastro online sem a necessidade de comparecimento a uma unidade física do Sine.

Pelo sistema é possível verificar uma oportunidade de emprego e, caso o trabalhador se enquadre no perfil da vaga, ele pode se auto encaminhar para o processo seletivo diretamente na empresa. É importante observar que os encaminhamentos de trabalhadores são compatíveis com o perfil exigido pelas empresas e também possuem limite de encaminhamentos para cada vaga.

 

 

Alternativa

“É uma ótima alternativa para recolocação profissional. A pessoa pode utilizar a ferramenta de qualquer lugar onde tenha acesso à internet. E funciona,” ressalta Marcel Cardoso Ferreira de Souza, diretor de monitoramento de resultados da Superintendência de Gestão do Atendimento ao Trabalhador da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese).

Marcal reforça a importância da busca constante, citando o balanço das contratações formais em Minas Gerais em 2015. No ano passado, foi registrado cerca de 1,84 milhão de admissões em todo estado. Desse total,1,56 milhão conseguiu recolocação e 173 mil conquistaram o primeiro emprego. “O trabalhador precisa utilizar todas as ferramentas possíveis para garantir sua recolocação no mercado e a internet é uma delas”, conclui.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.